Por bferreira

Rio - O novo portal na internet que visa facilitar a vida de quem busca por oportunidades de emprego apresentou problemas logo no primeiro dia. Lançado ontem pelo Ministério do Trabalho, o Mais Emprego permite que o próprio trabalhador pesquise e se candidate às vagas existentes no Sistema Nacional de Emprego (Sine) sem precisar sair de casa. Só para o Rio de Janeiro são 40.120 chances disponíveis.

Ontem, ao efetuar o cadastro e tentar acessar o site usando login e senha, vários candidatos receberam uma mensagem de erro. Procurado pelo DIA, o ministério informou que trabalha para solucionar as falhas.

Para entrar no site é necessário ter, no mínimo, 14 anos de idade, informar o número do PIS/Pasep e da identidade. Além disso, são necessários dados como formação acadêmica e os cursos profissionalizantes feitos, além do perfil, pretensão salarial e experiências profissionais, com e sem comprovação, para que seja gerado um currículo.

O campo pretensão profissional é o local de preenchimento das vagas de emprego que o trabalhador deseja concorrer. É possível informar até seis cargos.

Caso o empregado já tenha comparecido a uma agência do Sine, o cadastro já estará preenchido. Então será necessário apenas verificar se as informações estão atualizadas. Também é preciso selecionar a agência que ficará responsável por validar o cadastro, as informações das vagas que a empresa cadastrar e que vai prestar todo o apoio durante o acompanhamento do preenchimento da vaga.

Para as empresas, o sistema auxilia no atendimento das disposições trabalhistas, quando possibilita o empregador enviar o requerimento do seguro-desemprego pela internet. Além disso, permite o anúncio de vagas, com registro e acompanhamento do processo seletivo.

“As empresas também podem enviar pela internet sugestões de cursos de qualificação profissional para análise do Ministério do Trabalho”, complementou Márcio Borges, coordenador-geral do Seguro-Desemprego, Abono Salarial e Identificação Profissional da pasta.

Projeto oferece curso para mulher na construção civil

O Projeto Mão na Massa está com 140 vagas abertas para mulheres em cursos gratuitos nas áreas da construção civil. As inscrições acontecem dias 13, 14 e 15, na Rua Ana Néri 1.422, no Rocha. Basta comparecer de 8h às 12h e apresentar o original e a cópia da carteira de identidade, do CPF e do comprovante de residência.

Podem se inscrever mulheres de baixa renda, que tenham entre 18 e 45 anos, com o 5º ano do Ensino Fundamental, no mínimo. Há vagas para cursos de pedreira, pintora, eletricista e encanadora.
Já o Shopping Nova América promove entre 11 e 26 de abril o Espaço Oportunidades Especiais, com vagas para pessoas com deficiência em empresas de grande porte.

Inscrição em vagas é automática

No ato da solicitação do seguro-desemprego, o trabalhador é automaticamente inscrito nos processos de intermediação de mão de obra. Nessa ocasião, são oferecidas uma ou mais opções de emprego, conforme o nível de escolaridade, formação, especialização, qualificação e remuneração, grau de complexidade e jornada da ocupação anterior.

Márcio Borges explica que, caso a pessoa recuse o encaminhamento, o benefício será suspenso: “Para ser compatível, o posto de trabalho e o salário ofertado têm de ser iguais ou mais altos em relação aos que estão sendo dispensados.”

Ele esclarece ainda que caso a vaga e o salário não sejam compatíveis com a ocupação, o trabalhador será habilitado a receber ou continuar recebendo o benefício. Com problemas no posto da Central, trabalhadores têm dormido na rua para dar entrada no pedido.

Você pode gostar