Por karilayn.areias

São Paulo - Um levantamento realizado pela Catho mostra que 33% dos entrevistados estão pessimistas quanto à expectativa em relação ao mercado de trabalho brasileiro, 20% estão otimista e 44% não estão nem otimista nem pessimista. Já sobre a expectativa em relação ao salário, 61% acreditam que irá permanecer estável, 27% acham que deve diminuir e 7% consideram que deve aumentar.

Pessoas procuram empregos em cartazes distribuídos no centro de São Paulo (outubro de 2014)Paulo Whitaker/Reuters

A pesquisa “Procura de trabalho no atual cenário econômico” foi realizada entre os dias 20 e 24 de março e contou com 14.235 respondentes em todo o Brasil. 52% dos profissionais são homens, 26% do total de respondentes têm até 24 anos e 77% residem na região Sudeste.

Os dados mostram que 62% dos brasileiros acreditam que o desemprego irá aumentar até o fim de 2015, ao passo que apenas 35% acham que estamos em um bom momento para procurar emprego.

Ao serem questionados sobre o momento da busca, 35% dos brasileiros acreditam ser este um bom período para isso, enquanto 33% acham que é algo que depende da área escolhida. Na comparação entre desempregados e empregados que responderam ser um bom momento, o primeiro grupo está mais otimista com 40% contra 25% dos que estão trabalhando.

 

Você pode gostar