Por victor.duarte

São Paulo - Em pesquisa realizada pelo Procon em abril deste ano, a autarquia detectou uma diferença de preço de 240,48% para um mesmo produto voltado para o Dia das Mães.

O levantamento foi efetuado em dez lojas do varejo nas regiões Norte, Sul, Leste, Oeste e Centro da cidade de São Paulo. Foram pesquisados 72 itens, como depiladores, modeladores, pranchas, secadores, cafeteiras expresso, fritadeiras, panelas elétricas, smartphones e tablets de diferentes marcas e modelos.

Veja dicas do Procon:

1 - Busque informações sobre o fabricante do produto que será comprado. Questões como a qualidade do serviço de atendimento ao cliente, a rede de assistência técnica autorizada, a existência de reclamações registradas nos Procons (se são atendidas ou não) devem ser consideradas na hora da escolha.

2 - Na compra de qualquer produto, a nota ou cupom fiscal deve ser entregue ao consumidor. Produtos como eletroeletrônicos, eletrodomésticos, itens de tecnologia, tablets, smartphones, entre outros, contam com manual de instrução e termo de garantia, os quais devem ser entregues em língua portuguesa.

3 - Caso o produto apresente algum problema de fabricação, os prazos para reclamar junto ao fornecedor são: trinta (30) dias no caso de produtos não duráveis (como, alimentos, flores etc.) e noventa (90) dias no caso de produtos duráveis (eletrodomésticos, roupas, carros, por exemplo).

Você pode gostar