Sucesso nos Concursos: Estudar em família pode ser a saída

Cláudia Jones dá dicas de como estudar em grupo

Por O Dia

Rio - Estudar em família pode ser, ao contrário do que muitos pensam, boa alternativa para quem quer entrar na carreira pública. Estudar em grupo, em família ou com amigos do cursinho, tende a render bons resultados, pois, ao surgirem dúvidas, prontamente pode se levar a questão e discuti-la.

Reúna todos e definam os dias e horários de estudos, veja a disponibilidade de cada e monte cronograma da família. Isso, além de importante, pode ser divertido.

Mas, se houver desânimo não pense em desistir, pois o caminho do candidato longo e ter o acompanhamento dos parentes, não apenas na cobrança, mas na parceria dos estudos pode fazer toda a diferença na hora em que você está na disputa de uma vaga.

Pergunta e resposta

“Estou estudando há alguns meses, e minha mãe e irmão resolveram estudar também. Gostaria de saber se estudar com a família, em casa, pode ajudar ou atrapalhar no desenvolvimento?”
Anderson, Ramos

Olá Anderson. Não vejo pontos desfavoráveis nessa iniciativa. Estudar junto significa mais interação, tão escassa entre as famílias modernas por conta de hábitos e rotinas diferentes, além das interferências dos smartphones, tablets e eletrônicos de um modo geral.

Mais que isso, estudar em família significa um mesmo projeto de vida, um incentivo a mais para o outro e uma cobrança menor — ou praticamente nula — pela falta de tempo e de dedicação ao outro, o que é muito comum para quem tem tarefas distintas e controversas. Conheço alunos que passaram a se interessar mais pelos livros e apostilas depois que um membro da própria família o convenceu de que seria uma sábia decisão.

É comum a pessoa não ter o hábito da leitura se não foi estimulada ao longo dos anos escolares principalmente e, nesse caso, sofrer influências da família numa tentativa de unirem-se para estudar juntos é uma boa alternativa. A inclusão da namorada, da mãe, do pai, do irmão também é saudável.

Estudar em grupo é sempre positivo. É comum um membro ter facilidade de assimilação de uma disciplina mais do que outro ou não entender bem um tópico, e outra pessoa, com nível de compreensão exato, se oferecer a dar explicações.

Nada melhor que a boa convivência em família. Quando ela se transforma em “cumplicidade” nos estudos, fica ainda melhor. Nesse caso, passar em concursos públicos é conquistar a tão sonhada independência financeira e uma boa aposentadoria . Mas aqui fica o toque: é para estudar mesmo!

Aproveito e dou uma dica para você e sua família concurseira: assistirem ao aulão beneficente de Estatuto dos Servidores Públicos Estaduais, no dia 16 de maio, das 13h às 16h. Informações pelo e-mail:universodoconcursopublico@gmail.com.



Últimas de _legado_Economia