Por bferreira

Rio - A Caixa Econômica Federal promove, de amanhã a domingo, mais uma edição de seu feirão da casa própria. Será a primeira rodada do evento desde que o banco reduziu o teto do financiamento para imóveis usados de 80% para 50%, no Sistema Financeiro de Habitação (SFH), e de 70% para 40% no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI). A medida exige que os compradores deem entradas de pelo menos metade do valor do imóvel para conseguir financiá-lo. Em abril, o banco também aumentou os juros do financiamento pela segunda vez no ano, restringindo o acesso ao crédito.

Em edições anteriores%2C o Feirão da Casa Própria sempre atraiu grande o público%2C em função da facilidade de fechar negócio no eventoDivulgação

Com dificuldade para captar recursos na poupança — que são usados para financiar os imóveis no SFH e SFI — a instituição vai focar as vendas em em imóveis do Minha Casa Minha Vida e com os recursos do FGTS, voltados para o público de baixa renda. Neste segmento, não houve mudança nas regras e a Caixa financia até 90% do valor total do imóvel.

“É importante destacar que as operações de habitação social, do Programa Minha Casa Minha Vida e com recursos do FGTS, não tiveram nenhuma alteração nas cotas ou nas taxas de financiamento”, informa o banco.

De acordo com a instituição, estarão disponíveis 22.344 imóveis residenciais em oferta, com a presença de 47 construtoras e 33 imobiliárias. Os participantes do Feirão encontrarão as mesmas condições de negociação das agências da Caixa. “A grande vantagem é que o cliente poderá escolher no mesmo local um dos vários imóveis ofertados pelo mercado”, diz a instituição, em nota. Para fechar o contrato, o comprador precisa ter em mãos CPF, RG, comprovante de residência, comprovante de renda e extratos bancários.

Atuando no segmento de baixa renda, a MRV será uma das participantes do evento e ofertará 4.700 apartamentos, a maioria dentro do programa Minha Casa Minha Vida. A construtora oferecerá descontos de até R$ 28 mil nas unidades. “Orientamos aos clientes que tragam toda a documentação para fechar o negócio. Lembramos que também aceitamos renda informal”, explica o gestor executivo Comercial da MRV na Regional Victor Alves Botelho.

O 11º Feirão da Casa Própria acontece na sexta, sábado (das 10h às 22h) e domingo (das 10h às 18h), no Riocentro (Avenida Salvador Allende, 6.555, Barra).

Banco nega suspensão de contratos

A Caixa negou, ontem, que esteja suspendendo novos contratos de financiamento no SFH e no SFI, como foi divulgado na imprensa nesta semana. Reportagens de jornais de São Paulo mostraram que o banco estaria barrando a liberação de novos financiamentos por falta de recursos provenientes da poupança. “A Caixa esclarece que não há suspensão de financiamento”, informou o banco, em nota. A instituição afirmou que promoveu ajustes nas taxas de juros e nas cotas dos financiamentos porque “assim como os demais bancos, a Caixa sofreu impacto da redução da captação da poupança e da elevação da taxa Selic”. Em abril, a poupança teve o quarto mês seguido de saldo negativo, com as retiradas superando os depósitos em R$ 5,850 bilhões.

Você pode gostar