Direção do HSBC confirma que estuda propostas para vender filial brasileira

Além do Santander, há interesse do Bradesco, do BTG Pactual e de bancos canadense e chinês

Por O Dia

O HSBC revelou que está 'explorando várias opções estratégicas'Reprodução Internet

Rio - O banco HSBC confirmou nesta sexta-feira que estuda vender sua unidade brasileira após demonstrações de interesse no negócio terem aumentado e o Santander Brasil informar que consideraria a compra. O HSBC revelou que está “explorando várias opções estratégicas”, incluindo a venda de suas operações brasileiras. Nenhuma decisão sobre uma transação foi tomada até agora, divulgou o banco em um curto comunicado oficial.

O presidente-executivo do Santander Brasil, Jesus Zabalza, disse esta semana que o banco estuda os termos de compra, apesar de ter declarado que pretendia saber mais detalhes antes de tomar uma decisão. Já o presidente-executivo do HSBC, Stuart Gulliver, afirmou em fevereiro que os quatro negócios problemáticos da instituição financeira — Brasil, México, Turquia e Estados Unidos — precisavam melhorar ou serem vendidos.

O banco iniciou processos de venda no Brasil e na Turquia, mas os negócios nos EUA e no México devem ser mantidos. O HSBC deve selecionar um comprador preferencial para sua unidade brasileira a partir do mês que vem, segundo informaram agências de notícias.
As ofertas pela unidade podem não ultrapassar o seu valor contábil, que é estimado em cerca de US$ 3,3 bilhões, o equivalente a R$ 10,11 bilhões.

Além do Santander Brasil, também houve interesse de Bradesco, do BTG Pactual, do canadense Bank of Nova Scotia e do chinês ICBC. As unidades brasileira e turca são grandes negócios, mas não estão entre os cinco principais bancos nem no Brasil nem na Turquia. O HSBC teve prejuízo de US$ 247 milhões (R$ 756 milhões) no Brasil no ano passado.

Últimas de _legado_Economia