Prefeitura do Rio abre 110 vagas para Educação Infantil

Salário é de R$ 3.515,87 mais benefícios. Inscrições podem ser feitas até 8 de julho

Por O Dia

Rio - A Prefeitura do Rio de Janeiro abriu concurso para o preenchimento de 110 vagas de professor de Educação Infantil, com salário inicial de R$ 3.515,87. As inscrições podem ser feitas entre a partir de 22 de junho e vão até 8 de julho. Mas serão feitas exclusivamente pela internet, no site www.concursos.rio.rj.gov.br. A taxa é de R$ 70, e a responsável pela organização da seleção é a Fundação João Goulart (FJG-Rio).

Devido ao salário atraente%2C Carolina não descarta participar do exame Divulgação

Os candidatos passarão inicialmente por provas objetivas e discursivas. Os aprovados terão ainda a prova de títulos, seguida de curso de formação básica e prova prática de aula. Segundo Fernando Bentes, diretor acadêmico do site Questões de Concursos, um ponto importante para a aprovação do candidato é a prova prática. “Ela é eliminatória e não classificatória. Por isso, o professor deve se preocupar em dar uma aula técnica e sem erros, sem arriscar perder tempo com inovações que os avaliadores podem não gostar”, aconselha.

Como é um exame para o Ensino Infantil, o diretor acredita que o mais importante não é testar a fundo os conhecimentos dos candidatos, “mas a capacidade que eles possuem de transmitir conhecimento e desenvolver a reflexão do aluno numa idade tão especial”.

Carolina Zanotte, de 25 anos, é professora da Educação Infantil na rede particular e pretende concorrer a uma vaga na Prefeitura do Rio. “Tenho dois filhos e ter um cargo público nos deixaria em uma situação mais confortável”, comenta.

Carolina conta que aproveita quando os filhos dormem, à noite, para estudar e para preparar as encomendas de decoração personalizada para festas infantis que faz para complementar a renda. “O salário que o concurso oferece é atraente, mas acho que o profissional de Educação Infantil no Brasil precisa ser mais reconhecido”, diz a professora.

EXPECTATIVAS NA ÁREA

De acordo com o Censo escolar de 2013, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), foram 1.572.518 matrículas feitas em creches públicas do município do Rio naquele ano.

Com a expectativa de aumentar esse número, a Prefeitura, com o projeto Fábrica de Escolas, pretende construir 220 unidades de Educação Infantil e adaptar 70 já existentes até 2016. O objetivo é criar mais 99 mil novas vagas na rede.


Dever dos municípios

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) define que a Educação Infantil deve ser oferecida em creches ou em entidades equivalentes, para crianças de até 3 anos, e em pré-escola, para quem tem de 4 a 6 anos. Ainda que não obrigatória, a Educação Infantil é um direito das crianças, cabendo ao município a expansão da oferta, com o apoio das esferas federal e estadual.

A Lei 12.244, de maio de 2010, garante que toda escola precisa ter um acervo de, no mínimo, um livro para cada aluno matriculado, tanto na rede pública quanto na privada. Segundo dados do portal Qedu, para atingir essa meta, o Brasil precisa construir mais de 64,3 mil bibliotecas em escolas públicas até 2020.

O país tem 120,5 mil escolas públicas sem bibliotecas ou espaço de leitura. Anda segundo a pesquisa, seria necessário construir mais de mil bibliotecas por mês para cumprir a lei.


Últimas de _legado_Economia