Operário paralisa obras na BR-040

Atraso de salários faz trabalhadores cruzarem braços e fecharem a via

Por O Dia

Rio - Cerca de 500 funcionários do consórcio Nova Subida da Serra, que atuam na duplicação da BR-040, pretendem cruzar os braços até o dia 30 deste mês, caso o pagamento do adiantamento salarial de 40%, previsto para o dia 20, não seja depositado ainda hoje. Ontem, eles interditaram um trecho da rodovia pela manhã, nos dois sentidos, na altura do Km 102, em Xerém.

O presidente do Siticommm, sindicato que representa a categoria dos trabalhadores da construção civil pesada da região,Josimar Campos de Souza, esteve no local de protesto e conversou com os manifestantes demonstrando apoio à paralisação. Logo após, reuniu-se com a Concer e a Nova Subida da Serra para negociação. Ao final, os grupos decidiram por nova reunião hoje pela manhã.

Segundo José Ailton, diretor do Siticommm, um informe sobre o atraso do pagamento foi divulgado na última sexta feira no canteiro de obras, porém muitos trabalhadores só tomaram conhecimento ontem pela manhã. “O consórcio informou que haverá um atraso de até 10 dias para o pagamento do adiantamento. Em protesto, os trabalhadores optaram pela paralisação”, afirmou o diretor sindical.

Procurados pelo DIA, representantes do Consórcio Nova Subida da Serra e da concessionária Concer não se manifestaram sobre os protestos até o momento do fechamento desta edição.

Últimas de _legado_Economia