Sucesso na carreira: Desempenho na entrevista é fundamental

Um bom currículo é apenas o primeiro passo para alcançar uma vaga no mercado de trabalho

Por O Dia

Rio - Um bom currículo é apenas o primeiro passo para alcançar uma vaga no mercado de trabalho. É na entrevista que a imagem do candidato precisa ficar gravada de forma positiva para a empresa que pretende contratar.

Além de desempenho e experiências, os entrevistadores buscam identificar comportamentos positivos no candidato. Toda empresa quer gente que chega ao trabalho todos os dias com vontade de aprender e ajudar no que for preciso.

Pessoas com esse perfil são raridades e as companhias sabem que boa vontade é algo que não se pode ensinar. Veja algumas dicas e comportamentos que ajudam na hora da entrevista. Mesmo assuntos delicados como pretensão salarial são pontos importantes e devem ser conversados naquele momento.

Por Janaina Ferreira

PERGUNTA E RESPOSTA

“Estou desempregado há quase um ano e acho que é porque não me saio bem nas entrevistas. Como posso melhorar isso ?”

Arthur Nunes, e-mail

Primeiramente, antes da entrevista conheça a empresa contratante pesquisando no site corporativo e nas redes sociais dados, cultura e setor onde ela atua. Chegue cerca de 30 minutos antes do horário marcado e aproveite para ter mais informações sobre o lugar, lendo, por exemplo, as comunicações internas. Prefira traje social, nas cores clássicas, e tenha em mãos o currículo atualizado. Durante a conversa, use tom de voz firme, mantenha as mãos e o olhar calmos e acima de tudo, seja verdadeiro.

Além dos especialistas saberem identificar dissimulações, os resultados de cada etapa do processo seletivo são cruzados e as contradições poderão ser descobertas. A conversa deve ocorrer de forma clara e em “via de mão dupla”: entenda se a empresa atende suas expectativas profissionais e vice-versa.

Ao falar de sua experiência profissional, é importantíssimo citar suas principais responsabilidades e realizações em empregos anteriores. Seja objetivo nas respostas, sem ser monossilábico e nunca fale mal dos antigos chefes ou empregos.

É importante apresentar as competências comportamentais valorizadas pelo mercado. Relatar as experiências de trabalho em equipe ou as soluções propostas para questões do dia a dia são diferenciais comportamentais buscados pela maioria das empresas e pesam positivamente na hora do entrevistador fazer a escolha. As empresas procuram escolher o candidato que vai dar mais resultados, ou seja, o que tem melhor formação, competências e vontade de crescer. Então, falar os cursos que pretende fazer para adquirir novas habilidades pode ser decisivo para ser escolhido entre tantos outros entrevistados.

Ao negociar o salário, comece informando sua última remuneração e benefícios. Depois pergunte a faixa salarial do cargo em questão e os benefícios oferecidos. Por fim, nunca esqueça de agradecer a oportunidade do contato. Boa sorte.

Janaina Ferreira é professora do Ibmec-RJ. Amanhã, Sucesso nas Finanças

Últimas de _legado_Economia