Por bferreira

Rio - O brasileiro está cada vez mais empreendedor. Uma vez que o desemprego é crescente no país, mais e mais pessoas buscam abrir o próprio negócio em busca de renda. Franquias e serviços têm sido os principais alvos.

Para que o negócio prospere e o recém empreendedor possa progredir é preciso um estudo de campo sobre o mercado na região onde pretende atuar. Pensar o melhor planejamento tributário servirá para evitar que possíveis multas não venham de forma inesperada e para que o negócio cresça na medida certa.

Contar com a orientação de especialistas em mercado e finanças nessa primeira etapa dos negócios pode ser fator decisivo para não ter futuros transtornos ao longo de seu empreendimento.

Para mais informações, leia abaixo.

Por Cezar Vasquez

PERGUNTA E RESPOSTA

“Sou dona de uma pet services e gostaria de saber como montar o planejamento tributário da empresa?”

Camila Souza, Penha

Olá Camila, ótima iniciativa. Saiba que os empreendedores apontam o planejamento tributário e a complexidade contábil como os principais obstáculos para o crescimento de suas empresas. Embora não seja tão simples quanto alguns empresários interpretam e com as margens de lucro cada vez mais enxutas por conta da concorrência, um bom planejamento tributário certamente fará a diferença para o sucesso de seu negócio.

O primeiro passo é ter plano operacional bem definido e verdadeiro. Elabore uma planilha que contemple os seguintes aspectos: expectativa de faturamento ou receita bruta, produtos e/ou serviços oferecidos, previsão de despesas operacionais, custos de insumos, localização dos fornecedores, margem de lucro e valor da despesa com empregados. Esses dados são importantes para que você possa avaliar e comparar as vantagens entre os diferentes sistemas de tributação.

São quatro regimes tributários: Microempreendedor Individual (MEI), Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real. Com a ajuda de um contador, Camila, será possível verificar qual o mais adequado à sua empresa. Como a legislação brasileira permite essas opções, descobrir a mais adequada pode fazer uma diferença e tanto nos seus resultados.

Também é importante analisar as características específicas do ICMS e do ISS para indicar o melhor critério de apuração dos tributos e afastar a possíveis multas.

No portal do Sebrae, você poderá acessar a calculadora para simular o regime mais vantajoso para seu negócio: www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/Simulador-Simples-ou-Lucro-Presumido:-qual-o-melhor-para-sua-empresa%3F.

Trata-se de uma ferramenta para comparar as diferenças de alíquotas de imposto entre o Simples Nacional e o Lucro Presumido.

O Sebrae oferece consultorias individualizadas. Ligue para a Central de Relacionamento e agende uma visita.

Cezar Vasquez é superintendente do Sebrae-RJ. Amanhã, Sucesso nas Compras

Você pode gostar