Por bferreira

Rio - Algumas vezes, sem perceber, criamos armadilhas para nós mesmos. Permanecemos desmotivados no emprego e embora sonhemos com um cargo melhor, nos acomodamos até surgir uma situação inesperada, por exemplo, uma demissão. Mas qual seria o melhor momento para mudar de empresa? Sonhar com um emprego melhor é válido, mas para não transformarmos o sonho em pesadelo, é essencial planejar. É preciso saber lidar com seu atual gestor e equipe de trabalho. Tente mostrar que existe essa vontade de mudanças e apresente seu planejamento. E se a recepção da notícia não for positiva, não se deixe abalar, continue firme na sua decisão e busque manter a harmonia.

Veja a seguir como reduzir riscos ao fazer mudanças na vida profissional.

Por Janaina Ferreira

PERGUNTA E RESPOSTA

Não estou satisfeito com o meu emprego atual. Meu chefe não me estimula e o salário está defasado. Quero procurar outro emprego, mas tenho medo do meu chefe descobrir, me demitir e eu acabar ficando desempregado. O que devo fazer?

Luciano, Campo Grande

Olá, Luciano. Mudanças na vida profissional geram inseguranças e é natural você estar preocupado, mas mudar de setor ou de empresa faz parte do crescimento profissional. A “dança das cadeiras” é natural e assim deveria ser encarada por quem está no mercado de trabalho.

Apesar de você estar insatisfeito, o mercado de trabalho não está aquecido em praticamente todos os setores, portanto, sugiro que não peça demissão antes de encontrar outro emprego. E, para reduzir riscos e fazer a mudança de forma tranquila, é necessário escrever um bom plano de mudança de carreira e cumpri-lo à risca.

Reúna o maior número de informações sobre as perspectivas da sua profissão. Comece conversando com profissionais de sua área para saber como anda o mercado e as exigências para o cargo. Em seguida, faça pesquisas em sites de recrutamento, cadernos de emprego e empresas que contratam profissionais com seu perfil, avaliando as oportunidades e verificando se você preenche os requisitos exigidos. Caso falte alguma habilidade, invista nos cursos necessários. Depois, elabore um bom currículo e envie para as empresas de seu interesse.

Mudar requer esforços e paciência para esperar o momento certo, mas agindo assim, você se sentirá mais seguro quando perceber que o mercado de trabalho, apesar do atual aumento do desemprego, ainda tem vagas para quem é bem qualificado.

Caso seu chefe não abra espaço para conversar sobre seu plano de mudança, seja discreto e, para não gerar conflitos, não comente suas pretensões com ninguém no seu local de trabalho.

Ao conseguir o novo emprego, ofereça ajuda para treinar quem irá ficar no seu lugar, agradeça ao chefe e aos colegas pela oportunidade e siga em frente na construção da sua carreira.

Janaina Ferreira é professora do Ibmec-RJ. Amanhã, Sucesso nas Finanças

Você pode gostar