Por gabriela.mattos

Estados Unidos - O dólar subiu mais de 1,5% nesta terça-feira e fechou encostado em R$ 3,70, refletindo a aversão ao risco nos mercados externos diante de renovadas preocupações com a China e nervosismo com a possibilidade de o Brasil perder seu selo de bom pagador diante da deterioração das contas públicas.

O dólar avançou 1,68%, a R$3,6880 na venda, após encerrar agosto com alta de 5,91% e acumular no ano valorização de 36%.

Trata-se do maior nível de fechamento desde 13 de dezembro de 2002 (R$3,735). Na máxima do dia, a divisa norte-americana alcançou R$3,7048, maior patamar intradia desde 13 de dezembro de 2002 (R$3,7750).

Você pode gostar