Carne fica mais cara com dólar e salga o churrasco

Com preços de acompanhamentos também em alta, especialistas ensinam que buscar ofertas no sábado e trocar produtos deixam prato mais barato

Por O Dia

Rio - O tradicional churrasco do fim de semana está pesando ainda mais no bolso do brasileiro. Pressionada pela alta do dólar, a carne bovina — preferida da população para ser levada à grelha — registra uma valorização acumulada de 19,85% nos últimos 12 meses, na inflação oficial, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), do IBGE. Para os consumidores que não abrem mão do churrasco, especialistas ensinam como preparar o prato mais barato. Uma sugestão é buscar promoções nos supermercados aos sábados, quando oferecem descontos de até 20% (veja tabela abaixo).

Veja a comparaçãoReprodução

“Recomendo que a compra de carne bovina seja feita aos sábados, já que é o dia que as redes fazem promoção”, alerta o especialista em Varejo, Marco Quintarelli.

O aumento do preço da carne é consequência da alta do dólar. Para manter o mercado competitivo, as produtoras de carne para consumo interno cobram mais caro. Além disso, explica o coordenador da graduação de Ciências Econômicas do Ibmec/RJ, Luiz de Ozóri, a falta de chuva do ano passado também influenciou a alta. “Alguns produtores tiveram que abater cabeças de gado, já que não tinham como sustentá-los sem água. Com menos oferta, é natural que os preços subam”.

INFLAÇÃO ATACA O PÃO DE ALHO

Os acompanhamentos mais típicos do churrasco, como o pão de alho e o vinagrete, também estão com os preços em alta. O alho valorizou 31,41% nos últimos 12 meses, pelo IPCA. Já o preço do pão francês está subindo 10% esta semana, no Rio, segundo o Sindicato de Panificação e Confeitaria. A cebola acumula alta de 139,86% nos últimos 12 meses. O tomate, outro acompanhamento do vinagrete, totaliza alta de 18,65% no mesmo período.

Carne bovina tem alta de 19,85% no preço, nos últimos 12 meses, de acordo com a inflação oficial do país e vira a vilã nas mesas dos brasileirosDivulgação

De acordo com Ozóri, fatores sazonais ( que ocorre sempre numa determinada época do ano) foram as principais influências para a alta dos preços do alho e da cebola. “Fortes chuvas atrapalham a colheita, no Sul, nos últimos meses”, explica.

Esse é o momento de usar a criatividade e procurar alimentos substitutos, aconselha Quintarelli. “O quilo da carne de porco nos supermercados está, em média, 10% mais barato do que a bovina. O mesmo vale para o frango e outros alimentos, como a linguiça”.

Entre as opções de substituição, a mais comum é o frango. Na inflação oficial do mês de agosto, o preço da proteína recuou 0,43%. Já a carne de porco desvalorizou 0,48% no mesmo período.

“Há um preconceito do brasileiro com a peça suína, mas ela é tão saudável quanto a carne vermelha. É uma substituição muito vantajosa, tanto de valores nutricionais, preço e de paladar”, diz Quintarelli.

Os especialistas não têm previsão de redução do preço da carne. “Enquanto o dólar continuar em patamar alto, não podemos esperar que os preços caiam”, concluiu Ozóri.

PRINCIPAIS OFERTAS DO FIM DE SEMANA

Com preços em alta, buscar promoções é a saída do consumidor. As principais redes de supermercados do país oferecem aos sábados ofertas com preços até 20% mais baratos.

PREZUNIC (preços válidos até 30/09)

Fraldinha bovina kg  R$ 15,98

Asa de frango congelada kg R$ 6,98

Linguiça Seara de frango kg R$ 7,95

Muçarela peça ou pedaço kg R$ 13,79

Cerveja Antarctica 350ml R$ 2,02 (no segundo pack)

Coca Cola 12 latas(250ml) R$ 14,28

VIANENSE

Fraldinha bovina Friboi kg  R$ 15,90
Asa de frango Levida kg R$ 6,45
Linguiça calabresa ou fina Sadia R$ 9,98
Filézinho de frango Levida kg R$ 7,49
Biscoito Cream Cracker Adria R$ 1,49
Oleo de Soja Liza 900 ml R$ 2,59

EXTRA

Carré suíno congelado kg R$ 6,95

Filé de frango congelado kg R$ 6,95

Margarina Qualy com sal kg R$ 6,98

Pepsi ou Guaraná Antarctica Pet 3,3l R$ 4,99


MUNDIAL 
(preços válidos até 30/09)

Lava roupas Ariel 2kg R$ 9,59

Queijo Minas granel kg:  R$ 9,85

Filezinho de frango Macedo kg: R$ 6,79

Chispe ou orelha salgada kg R$ 3,69

Feijão preto Caldo Marrom kg R$ 2,65

Farinha de trigo Boa Sorte kg R$ 1,88

Papel higiênico Neve 16 unidades R$ 14,68


GUANABARA (preços válidos para hoje)

Feijão Carioquinha Granfino kg: R$ 1,99

Açúcar União 1kg: R$ 1,89

Arroz Ouro Nobre 5 kg:  R$ 9,95

Maionese Soya Trad. 500g:  R$ 1,99

Creme de Leite Parmalat 200g: R$ 1,65

Extrato de tomate Pramesa Sachê: R$ 0,99

Linguiça Calabresa ou Fina Sadia ou Perdigão Kg: R$ 8,95

Sobrecoxas de Frango Seara Kg: R$ 6,98

Pá, Peito ou Acém Kg: R$ 13,98

Últimas de _legado_Economia