Disputa no setor de cerveja é apurada

Reguladores antitruste também examinam denúncias de cervejeiros artesanais contra maior cervejaria do mundo

Por O Dia

Rio - O Departamento de Justiça dos Estados Unidos está investigando denúncias de que o grupo Anheuser-Busch InBev (AB Inbev) busca limitar a concorrência no mercado de cervejas através da aquisição de distribuidores, tornando mais difícil para cervejarias artesanais conseguirem colocar seus produtos nas prateleiras.

Nos últimos meses, a maior cervejaria do mundo, que no Brasil é dona das marcas Brahma, Antarctica e Skol, abalou o mundo das cervejas artesanais ao anunciar acordos com cinco distribuidores em três estados. Muitos estados exigem que os fabricantes de cerveja utilizem um distribuidor para vender seus produtos.

Uma vez que um distribuidor é comprado pela AB Inbev, os fabricantes menores dizem ter dificuldade para distribuir suas cervejas, impedindo o crescimento das vendas.Reguladores antitruste também examinam as alegações de cervejeiros artesanais de que a AB Inbev pressiona alguns distribuidores a transportarem somente produtos da companhia e encerrarem seus laços com a indústria artesanal, disseram duas das fontes, destacando que a investigação se encontrava em seus estágios iniciais.

A gigante da indústria da cerveja confirmou que estava conversando com os reguladores. “A Anheuser-Busch tem estado em comunicação com o Departamento de Justiça e a Procuradoria-Geral da Califórnia sobre as transações. Estamos trabalhando cooperativamente para resolver quaisquer perguntas que eles tenham”, disse um porta-voz Anheuser-Busch em um e-mail.