Por bferreira
Publicado 24/11/2015 01:02 | Atualizado 24/11/2015 01:04

Rio - Em tempos de desemprego em alta, mais de 35 mil pessoas entregaram ontem currículos para disputar uma das seis mil vagas de trabalho disponíveis em Niterói. A maratona começou cedo e uma fila quilométrica se forçou a partir do Espaço Shopping Matriz, no Niterói Shopping, na Rua da Conceição, no Centro. Devido à grande procura, senhas informais foram distribuídas pela manha e o horário de atendimento ontem foi estendido até às 20h. Hoje, interessados podem apresentar documentos de 10h às 14h, no segundo dia do projeto Emprega Niterói. Pelo menos 40 empresas participam do evento oferecendo vagas.

Fila formada por candidatos interessados em arrumar uma vaga de emprego teve mais de um quilômetroO Fluminense

Os desempregados podem se inscrever para oportunidades de emprego, de estágio, de trainee e para o programa Menor Aprendiz. Para concorrer às vagas, é necessário levar de identidade e CPF, além do currículo. Há chances para pessoas com deficiência.

A parceria do Grupo Essência Cultural com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e a Coordenadoria de Trabalho de Niterói também oferece cursos de capacitação e bolsas de estudos. Segundo os organizadores, os interessados recebem ainda informações sobre o mercado de trabalho.

Representantes de empresas e instituições como CIEE, Casa & Vídeo, Personal Service, Man Power, Supermercados Guanabara, Red Zero, Ampla, Morhena, B3 Service e Sesi estarão no local para fazer contato direto com o público.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico de Niterói, Fabiano Gonçalves, um dos motivos que provocou a grande procura pela feira foram as demissões que ocorreram no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí. Muitos candidatos buscam se recolocar no mercado.

NOVA ETAPA EM 2016

“Estamos trabalhando para valorizar e estimular vários tipos de mercado na cidade, incluindo prestação de serviços em geral e comércio. A feira é uma oportunidade e prova de que Niterói está avançando neste sentido”, afirmou Gonçalves.

De acordo com o subsecretário de Desenvolvimento Econômico de Niterói, Emanuel Nazareno, uma nova etapa do projeto está prevista para ocorrer entre abril e maio do ano que vem. Desta vez, o evento deve ser transferido para o Caminho Niemeyer, também no Centro, onde há um espaço maior.

Você pode gostar