Por bferreira

Rio - A decisão de pensar no futuro deve ser tomada ainda bem cedo. Ter consciência de que fazer uma reserva mensalmente servirá lá na frente para manter o nível de vida, quando o trabalhador pedir aposentadoria.

A escolha de uma forma de aplicar o dinheiro guardado todo mês deve seguir orientações de especialistas. Como a poupança vive momento de baixo rendimento em relação a outras opções disponíveis no mercado, uma boa saída para investir pode ser o chamado Tesouro Direto.

A aplicação é um programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a BMF&F Bovespa para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas, por meio da internet e com baixo investimento.

Saiba mais sobre o assunto no texto abaixo.

PERGUNTA E RESPOSTA

"Tenho 27 anos e um salário de R$ 3.200 bruto (CLT). Gostaria de saber quanto eu preciso poupar, investindo em uma poupança privada, para poder me aposentar com R$ 1 milhão?”

Felipe Torres, Cascadura

Prezado, para tal você deve fazer alguns cálculos: se você economizar R$ 1 mil mensais, por um prazo de 30 anos, com uma taxa de 7%, você vai acumular um valor total de R$ 360 mil mais o total dos juros acumulados: R$ 809.452.60, chegando a um valor de R$ 1.169.452,60.

Se você começou a trabalhar aos 27 anos, ainda restarão mais cinco anos de trabalho até se aposentar. Vale a pena economizar sim. É preciso lembrar que esta simulação está baseada em 7% de juros, isto com certeza pode variar e existem outros tipos de aplicações que rendem muito mais como já falado em outras semanas. Todo planejamento financeiro é uma livre decisão de cada um. A melhor maneira quem irá decidir é você, que deverá escolher o que mais se adequa à sua realidade. Mas não faça planejamentos fora de sua realidade.

Claro que o seu planejamento deve contemplar as coisas que você precisa. A definição das metas, ou seja, o que você pretende fazer, é de extrema importância. Deixar dívidas para poupar dinheiro não convém. Lembre-se que ninguém é melhor para cuidar do seu dinheiro do que você mesmo.

A poupança atualmente não é a melhor opção, simplesmente pelo momento econômico que vivemos. Claro que, se ainda não existe investimento que você conheça, deixe na poupança, sim. Logo após descobrir outra aplicação, retire e reaplique.

Tendo em vista nossa realidade econômica, o Tesouro Direto tem se destacado. Trata-se de um Programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a BMF&F Bovespa para venda de títulos públicos federais a pessoas físicas, por meio da internet. Concebido em 2002, surgiu com o objetivo de democratizar o acesso aos títulos públicos, ao permitir aplicações com apenas R$30. Procure o que melhor te atende e tenha uma boa aposentadoria.

Roberto Dias do Amaral é coordenador em Ciências Contábeis da Estácio de Sá

Você pode gostar