Provas para ANS e ANP mobilizam começo de ano

São 136 vagas nas duas agências reguladoras. Os salários chegam a R$ 5.957

Por O Dia

Rio - Com 2015 chegando ao fim, as esperanças se renovam para uma maior oferta de vagas nos concursos públicos já no começo de 2016. Neste período, os candidatos terão a oportunidade de apostar suas primeiras fichas nas provas de duas grandes agências reguladoras: a da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), com 34 vagas, programada para 31 de janeiro, e da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), em 21 de fevereiro, com 102 vagas. Os salários chegam a R$ 5.957,52.

Bruna recebe orientações do professor Alonso. Ela divide o seu tempo entre o trabalho e os estudosDivulgação

Para quem pretende encarar as seleções das agências, especialistas dão orientações e dicas preciosas para começar 2016 com o pé direito. Vinicius Portela, professor especialista em agências reguladoras do site Concurso Virtual, explica que, neste ano, a banca escolhida para organizar o concurso ANS foi a Funcab mas, tradicionalmente, era a Cespe.

Segundo o professor, isso traz dificuldades para os alunos, pois ficam sem referências para estudar. “Não há tradição da Funcab na realização de certames de agências reguladoras. Logo, o aluno terá que trabalhar muito bem a parte teórica e, principalmente, a específica, para conseguir um bom resultado”, explica Portela.

Jorge Alonso, coordenador do Equipe Rio Concursos, diz que a Funcab é uma banca que organiza provas objetivas, com perguntas diretas, sem textos longos e cansativos. Ele ressalta que, os alunos que optaram por concorrer aos dois cargos oferecidos pela ANS, uma vez que as provas serão aplicadas em turnos diferentes, têm mais chances de passar.

Alonso diz que é possível estudar de forma conjugada para as duas seleções, especialmente a parte teórica. Já a parte prática, de resolução de exercícios, ele orienta que sejam estudadas por meio das provas de cada banca.

Para a avaliação da ANP, Alonso, que é especialista em Informática para concursos, sugere aos candidatos que pesquisem sobre noções de banco de dados. “Se trata de uma novidade com relação a um tema abordado no mercado do concurso público para áreas não específicas de informática”, pontua.

A banca escolhida para organizar as provas da ANP foi a Cesgranrio, que fez os testes de 2005 e 2008. Logo, o candidato encontrará com facilidade de referências para o estudo. “É uma banca técnica, entretanto, sendo um concurso de Nível Médio, as questões devem ser mais leves do que as dos concursos anteriores, especialmente as do cargo de especialista em regulação”, acredita.

A concurseira Bruna Correa Madureira, 27 anos, estuda há dois anos e pretende se dedicar às provas para as agências reguladoras no início do ano. Ela aposta na resolução de exercícios de provas anteriores para alcançar a vaga no serviço público.

VAGAS PARA SECRETARIA

A Secretaria de Transportes do Rio está com 141 vagas abertas para ingresso nos cargos de administrador, economista, engenheiro, fiscal de transportes urbanos, agente de administração e auxiliar de fiscal de transportes urbanos. Os salários iniciais dos cargos variam entre R$788,23 e R$ 1.862,83 por carga horária semanal de 40 horas de trabalho. As inscrições poderão ser feitas pelo site da concursos.rio.rj.gov.br, até 21 de dezembro. A taxa vai de R$ 80 a R$ 100.

Claudia Jones: “Remunerações para as agências são excelentes”

Uma gama de estudantes está focada em concursos de agências reguladoras. Se você observar, quase todos os anos, temos seleções para este nicho. As remunerações, geralmente, são agradáveis aos olhos dos candidatos.

Já com provas marcadas temos três grande agências: ANS, ANP e Anac. Para a Anac as inscrições começam hoje, dia 14, e as remunerações são excelentes: acima de R$ 5 mil para Nível Médio e R$ 11 mil para Nível Superior.

Em primeiro lugar, você deve estudar temas que percorrem a discussão em torno das agências reguladoras: sua juridicidade em criar normas numa possível supremacia da competência legislativa e a extensão de seu poder de polícia.

Existem disciplinas comuns nas agências como Direito Constitucional, Direito Administrativo, português. Mas é sempre bom lembrar que a chave para o estudo das agências reside na sua lei de criação e na sua legislação própria, ou seja, no conjunto de normas que regram sua atividade.

Não se esqueça de mesclar teoria e exercícios sempre e estudar todas as disciplinas. Bons estudos!

Claudia Jones é jornalista do site qconcursos.com

Últimas de _legado_Economia