Grupo de compra coletiva de material escolar já barateou suas listas em R$ 1.080

Integrantes de coletivo fazem levantamento de preços, negociam descontos e depois lançam os números em planilha compartilhada na Internet

Por O Dia

Rio - Diz o velho ditado que a união faz a força. E por que não colocar o ensinamento em prática para garantir uma economia no bolso na hora de comprar material escolar? Para fugir da alta dos preços, um grupo de mães e avós com filhos e netos na mesma escola passou a fazer compras coletivas para conseguir reduzir custos. A iniciativa barateou vários itens e, nas compras deste ano, já conseguiram economizar R$ 1.080.

Uma das idealizadoras do grupo, Vania Etinger, conta que nesta forma de compra conseguem descontos significativos na lista de material fornecida pela escola, principalmente nos preços dos livros. Segundo ela, nas compras deste ano, o grupo já obteve um desconto inicial de 20%. “Uma lista com os livros pedidos pela escola sairia por R$ 488 em papelarias perto do colégio dos nossos filhos. Com a pesquisa de preços e a compra coletiva, o preço já está em R$ 391”, disse. “Os descontos variam muito de loja para loja, por isso é preciso que seja feita uma boa pesquisa antes de qualquer retirada”, acrescentou.

O grupo de mães que compram material escolar em conjunto%3A Cintia da Rocha%2C Acciele Andrade%2C Juliana Ribeiro%2C Vânia Etinger%2C Lorena Pinto e Danielle Bueno Márcio Mercante / Agência O Dia

O coletivo Colônia, como elas se chamam — uma referência à colônia do férias dos filhos — faz o levantamento de preços, negocia os descontos e depois lança os números em uma planilha online, que é compartilhada com todos.

“Identificamos os preços de cada loja e os descontos obtidos e compartilhamos na planilha, já que nem todas do grupo podem ir à livraria e papelaria para comparar os materiais e preços. Por isso, para garantir os descontos, uma de nós faz a compra e divide para todo o grupo”, explica Danielle Bueno, ao lado de Luciana Coelho, Juliana Ribeiro, Acciele Andrade e Cíntia Costa.

A alternativa de compra coletiva é vista pelos especialistas como boa alternativa para obter descontos. Consultor de varejo da empresa Azo Negócios, Marco Quintarelli destaca as vantagens da compra em conjunto e diz que, em muitos casos, a economia pode superar mais de 50%.
“Junta-se o volume e o pagamento à vista. Quanto maior o volume e, se este for pago em dinheiro, maior será a probabilidade de se ter um bom desconto”, diz Marco Quintarelli.

O especialista recomenda também que, além de lojas especializadas, o grupo também pesquise em hipermercados, que importam muitos produtos e negociam volumes com fornecedores, o que faz baixar o custo.

Variação de preço chega a 44%

Os preços de material escolar deste ano estão em média 10% que os do ano passado, segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares e de Escritório.
Além de compra coletiva para obter descontos, a pesquisa de preços é importante, pois variam muito entre as lojas.

Um levantamento do DIA em papelarias do Rio mostrou que alguns item podem custar até 44% mais caro.

Integrantes ensinam como fazer

O grupo Colônia ensina algumas ‘regras’ básicas para garantir o sucesso nas compras coletivas de material escolar:

1 - Procure outras livrarias e papelarias distantes do bairro da escola pois os descontos poderão ser expressivos.
2 - Organize uma planilha com todos os preços e descontos para identificar o menor valor.
3 - Os integrantes devem ter filhos na mesma escola. Isso facilita a procura dos itens da lista, que é unificada, além de garantir a confiança do grupo, já que haverá maior convivência.


Reportagem de Deborah Martins

Últimas de _legado_Economia