Crédito para micro e pequeno empresário com juros baixos

As operações de crédito serão asseguradas por um fundo garantidor, tanto do Sebrae quanto do BNDES

Por O Dia

Rio - Os micro e pequenos empresários terão uma nova linha de crédito com juros que variam de 15% a 18% ao ano. A iniciativa foi discutida ontem pelos presidentes do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Guilherme Afif Domingos, e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho.

Segundo Afif, as linhas atuais cobram juros de até 60% ao ano. O presidente do Sebrae informou ainda que ficou acertado com o BNDES que os contratos firmados com as micro e pequenas empresas não precisarão ter registros em cartório. A ideia é desburocratizar a concessão de crédito para esse segmento.

As pequenas empresas também terão mais facilidades e os proprietários não vão precisar apresentar bens como garantia ao pegar o empréstimo. As operações de crédito serão asseguradas por um fundo garantidor, tanto do Sebrae quanto do BNDES, que funcionariam como uma espécie de seguro e a taxa de risco seria embutida nos juros. O fundo do Sebrae tem R$ 700 milhões.

O valor máximo do empréstimo ficaria em R$ 30 mil e será destinado a capital de giro. Há possibilidade ainda do pequeno obter crédito por meio do cartão BNDES. Na próxima quarta-feira, Sebrae e BNDES se reunirão com Caixa Econômica, Banco do Brasil e bancos privados para dar explicações sobre a linha aos seus potenciais agentes financeiros.

Últimas de _legado_Economia