Por tamyres.matos
Publicado 28/05/2013 23:18 | Atualizado 28/05/2013 23:24

Rio - A Reitoria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) vai conceder bolsa especial a alunos moradores da Residência Estudantil, na Cidade Universitária. Com a reforma geral, prevista para o início de julho, um bloco do prédio deverá ser interditado e desocupado, para início das intervenções.

Em vista da necessária desocupação provisória, a universidade concederá o benefício, para que os estudantes custeiem despesas com moradia fora do campus. A medida visa à garantia de segurança dos moradores, que não poderiam permanecer no local, por conta das intervenções elétricas, hidráulicas, entre outras.

Os alunos, que hoje recebem auxílio no valor de R$550 (R$ 400 de Bolsa Manutenção e R$ 150 de ajuda de custo para transporte), passarão a receber mais R$ 650 para financiarem aluguéis. O valor levou em consideração o custo médio de vagas para moradia no Rio de Janeiro.

Dos atuais 363 moradores, 205 receberão, a partir deste mês, os R$ 1.200, que será a oma dos dois benefícios, o antigo e o atual. Para receberem o Benefício Moradia Emergencial, os alunos fizeram adesão voluntária ao programa. Eles deverão desocupar os quartos em até 30 dias após o recebimento da primeira parcela, apresentando comprovante de nova residência provisória, até a conclusão das obras.

A obra começará pelo bloco feminino. A partir de junho, apenas o bloco masculino terá moradores, que serão distribuídos de forma mista pelos 250 quartos do local. Concluída a primeira etapa, eles serão novamente remanejados, para reforma do bloco masculino.

A reforma entregará 504 quartos totalmente novos aos estudantes beneficiados pelo serviço. A primeira etapa, emergencial, inclui a parte interna dos módulos (estruturas de um ou mais quartos), o espaço de circulação dos andares, o telhado e as instalações elétrica e hidráulica.

A segunda está concentrada no térreo, onde funcionam serviços administrativos, laboratórios de informática, refeitório, blocos de estudos, biblioteca e área de convivência dos estudantes. Já
a terceira etapa contemplará reforma de fachada e esquadrias.

As obras terão início na segunda semana de julho e terminam dentro de 20 meses. Esta será a primeira reforma geral no local, uma reivindicação antiga dos estudantes. Cerca de R$ 10 milhões serão investidos pela UFRJ no projeto.

Você pode gostar