Conheça a origem de nomes muito usados pelos fisioterapeutas

Músculo e clavícula, por exemplo, vêm do latim

Por O Dia

Todas as ocupações têm uma história rica e detalhes cotidianos pouco conhecidos que as tornam mais especiais. Para entreter e informar nossos leitores, O DIA Online traz, em parceira com a Estácio, textos semanais com curiosidades e informações interessantes sobre as profissões mais conhecidas e procuradas, e também sobre o mundo do trabalho em geral. Essa semana falamos sobre a origem de nomes muito usados pelos fisioterapeutas.

Segundo a literatura, o músculo, do latim musculus, significa ratinho ou camundongo, porque ao se contrair, o músculo parece um rato andando debaixo do lençol. Clavícula, em latim clavis, poderia ser traduzida como pequena chave, em alusão ao movimento que a clavícula faz de girar sobre o próprio eixo. O termo vertebra deriva do latim verto que significa "para virar". Artéria vem do grego aer, ar + terein, “que contém ar”.

O termo Tendão de Aquiles refere-se ao famoso herói grego que se tornou invencível ao ser banhado por sua mãe nas águas do rio Estige. O problema é que o calcanhar foi a única parte não molhada, já que a mãe estava segurando por ali o neném. O tendão de Aquiles é muito suscetível a lesões, se encontra na parte inferior e posterior da perna.

A Estácio, além de oferecer um curso de fisioterapia com professores renomados, dispõe de projetos de pesquisa e extensão, para incentivar o acadêmico a aprofundar ainda mais seus conhecimentos. Tem uma estrutura física com laboratórios atuais para as aulas práticas. Outro atrativo são os eventos realizados para e pelos alunos: ação social, atividade estruturada, cursos, palestras, jornada de fisioterapia. Há uma grade curricular atualizada, com carga horaria dividida em aulas teóricas e práticas, de forma a levar o aluno a um contato maior com a realidade da profissão.

Últimas de _legado_Educação