Por thiago.antunes
Felipe tentará História%2C na UerjPaulo Araújo / Agência O Dia

Rio - É a reta final da maratona de estudos por vagas em universidades públicas. E nessa competição pelos melhores índices de aprovações, colégios e cursos pré-vestibulares intensificam os estudos e inovam com as mais variadas disciplinas. A menos de duas semanas do segundo exame de classificação para a Uerj, no dia 14, o vestibulando Felipe Briendl, de 22 anos, corre contra o tempo após ter trocado de opção de carreira.

Depois de duas tentativas frustradas para o curso de Medicina, ele agora sonha com uma vagas em História, na Uerj. “Nos últimos meses, deixei a Química de lado e passei a estudar mais Língua Portuguesa, em que tenho alguma dificuldade.” No colégio e curso Intellectus, onde ele estuda, um plano exclusivo de estudos foi montado. “A troca é cada vez mais normal. Nesses casos, reestruturamos o planejamento”, explica o coordenador da unidade, Bruno Garbero.

Aluna do tradicional Colégio Pedro II, Jéssica Bruno, 18, é outra que trocou o sonho infância, de ser advogada, pela Engenharia. “Avaliei que encontraria um mercado de trabalho melhor”, conta. Agora ela participa de grupos de estudo extra, realizados no colégio, para enfrentar a prova do Enem, em 8 e 9 de novembro. “A prova do Enem exige conhecimento amplo da sociedade. Debates e palestras sobre conflitos internacionais são fundamentais em nossa metodologia”, explica a coordenadora Luciene Mascarenhas.

Você pode gostar