Rede estadual será toda bilíngue

No ano que vem, em uma parceria inédita com o governo chinês, uma unidade de Niterói contará até com o ensino trilíngue

Por O Dia

Rio - O secretário estadual de Educação Wilson Risolia disse nesta segunda-feira que em até dez anos todas as escolas da rede estadual já deverão contar com ensino bilíngue. No ano que vem, em uma parceria inédita com o governo chinês, uma unidade de Niterói contará até com o ensino trilíngue, que englobará português, inglês e mandarim.

Animado com a terceira colocação nacional no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), ele afirmou que até 15 de outubro, mais de 20 mil servidores, de 402 unidades, receberão um total de R$ 68 milhões, referentes à bonificação pelo resultado obtido.

Porém, a empolgação veio acompanhada de críticas ao Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe). “Não fossem as greves realizadas ao longo do último ano e os boicotes à prova, teríamos uma colocação ainda melhor”, afirmou.

“Risolia fala dos boicotes (às provas) realizados há anos como se fossem uma ‘pirraça coletiva’. Trata-se de uma pauta sempre votada em assembleias pela categoria que acredita numa política consistente de reajustes salariais e não na meritocracia vazia, que não corrige problema algum”, argumentou o coordenador-geral do Sepe, Alex Trentino.

Segundo o secretário, os investimentos na rede devem saltar de R$ 100 milhões neste ano para R$ 185 milhões no ano que vem. Risolia comemorou a diminuição na taxa de abandono escolar, que está em 7,3%, e a redução na carência no número de docentes, de 12 mil, em 2010, para 800, atualmente, segundo ele.

Últimas de _legado_Educação