Rio tem 23 entre as 100 melhores escolas do Enem

CAP-Uerj é a única unidade pública do Estado, na 99ª colocação, enquanto Santo Agostinho e Cruzeiro caem no ranking que avaliou 14.700 colégios em todo o país

Por O Dia

Rio - A região Sudeste tem 77 das 100 melhores escolas com desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013. Destas, 93 são privadas, seis federais e uma estadual. Neste seleto grupo estão 23 unidades do Rio de Janeiro, sendo que apenas uma delas é pública — o CAP-Uerj (Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira). A instituição, estadual, está na 99 ª posição no ranking geral e obteve média de 659,64.

O CAP-Uerj é também a única instituição pública neste ranking. O colégio carioca mais bem colocado é o Curso Ponto de Ensino (Pensi), que ficou em terceiro lugar na lista final, com média de 720,02. Em seguida está o tradicional Colégio São Bento, com 712, 30.

A escola mais bem colocada no país foi o colégio Objetivo Integrado, de São Paulo, com média de 741,94. Já a unidade pública mais bem posicionada é o colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa, que ficou na 13ª posição do ranking

No país, as escolas particulares tiveram média na parte objetiva de 553,68. Nas públicas, essa pontuação foi de 482,31. De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela prova, 4,9 mil escolas — cerca de 34% do total — tiveram média abaixo de 500 em Redação, nota mínima exigida para que o aluno obtenha o certificado de conclusão do Ensino Médio. O Enem de 2013 foi feito por mais de 5 milhões de estudantes, de 14, 7 mil escolas do país.

No Rio, escolas tradicionais tiveram desempenho pior em relação a 2012. O Colégio Cruzeiro caiu da 15ª posição para a 30ª. O Santo Agostinho, que fica no Novo Leblon, caiu de 13º lugar para o 43º. A novidade deste ano é a divulgação da classificação do índice socioeconômico da escola, além da média dos 30 melhores estudantes da instituição.

Últimas de _legado_Educação