Por tamara.coimbra

Rio - Termina nesta quinta-feira o prazo de inscrição no Programa Universidade para Todos (ProUni). As inscrições podem ser feitas pela Internet, na página do programa. Também nesta quarta-feira, o ProUni registrou 1.196.340 inscritos. Administração era o curso mais procurado, com 230.657 inscrições, segundo balanço do Ministério da Educação (MEC).

O resultado da primeira chamada será divulgado na próxima segunda-feira. Os selecionados deverão comparecer às instituições para comprovar as informações prestadas na inscrição de 2 a 9 de fevereiro. No dia 19 será divulgado o resultado da segunda chamada. Aqueles que não forem selecionados, poderão participar da lista de espera nos dias 2 e 3 de março.

O programa oferece bolsas no ensino superior privado com base nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste ano, serão ofertadas 213.113 bolsas — 135.616 integrais e 77.497 parciais. As bolsas serão para 30.549 cursos, em 1.117 instituições de ensino superior privadas.

Uma vez por dia, o ProUni calcula a nota de corte, que é a menor pontuação para ficar entre os prováveis pré-selecionados para cada curso, com base no número de bolsas disponíveis e no total dos candidatos inscritos no curso, por modalidade de concorrência. O candidato que desejar pode mudar de opção até o final do período de inscrição.

De acordo com o MEC, a nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento da inscrição, não sendo garantia de pré-seleção para a vaga oferecida. A nota de corte pode ser consultada no portal do ProUni no link Pesquisar bolsas.

Podem concorrer às bolsas estudantes que cursaram o ensino médio na rede pública ou na rede particular, na condição de bolsista integral. É preciso ainda comprovar renda bruta familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais, no valor de 50% da mensalidade, a renda bruta familiar deve ser de até três salários mínimos.

Para se inscrever, o candidato deve ter participado do Enem de 2014 e obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas. Além disso, não pode ter tirado zero na redação. Outra condição é que ainda não tenha diploma de curso superior.

Professores do quadro permanente da rede pública de ensino que concorrerem a cursos de licenciatura também podem participar do ProUni. Nesse caso, não é necessário comprovar a renda.

Veja os cursos mais procurados no ProUni:

1. Administração - 230.657
2. Direito - 208.095
3. Pedagogia - 119.214
4. Engenharia civil - 115.544
5. Ciências contábeis - 107.779
6. Psicologia - 95.394
7. Enfermagem - 93.161
8. Educação física - 91.158
9. Fisioterapia - 70.922
10. Serviço social - 65.186

Você pode gostar