Por bferreira

São Paulo - O Brasil foi o 60º colocado entre os 76 países que compõem o ranking mundial de educação feito pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Os resultados do relatório foram divulgados parcialmente ontem e serão apresentados no Fórum Mundial de Educação, na Coreia do Sul, na semana que vem.

Pelo ranking, em primeiro lugar está Cingapura, seguido de Hong Kong e Coreia do Sul. Na última posição está Gana, na África. Enquanto o topo da lista ficou com os países asiáticos, as últimas 15 posições ficaram com os países sul-americanos: Argentina em 62º, Colômbia, em 67º, e Peru com 71º lugar. Os Estados Unidos tiveram um desempenho ruim e aparecem na 28ª posição, atrás do Vietnã.

O ranking foi definido a partir de resultados de testes de matemática e ciências aplicados nestes países. Além dos resultados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), foram analisados o TIMSS, dos Estados Unidos, e o TERCE, aplicado em países da América Latina.O Pisa avalia conhecimentos de leitura, matemática e ciências dos adolescentes. O Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do Ministério da Educação (MEC), é quem aplica a prova no Brasil.

A conferência na Coreia do Sul está sendo organizada pela ONU, e vai marcar os 15 anos do estabelecimentos da Metas do Milênio para a educação. A mais importante delas, a provisão universal de educação primárias para crianças, ainda não foi atingida.

Você pode gostar