Por victor.duarte

Brasília - O ministro da Educação, Renato Janine, anunciou, nesta sexta-feira, a abertura de 61,5 mil vagas para a segunda edição do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) de 2015. Somadas às 252,5 mil do primeiro semestre, o número de vagas chega a um total de 314 mil. "Esperamos manter neste patamar. Esta é a intenção do governo", declarou o ministro.

Renato Janine disse que estas vagas darão prioridades para cursos de mais qualidade, como os cursos com notas 5 e 4 e que também será dada prioridade para áreas de formação, como cursos de engenharia, formação de professores, focando na melhoria da educação básica, e cursos na área de saúde.

Ministro da Educação, Renato Janine, anunciou a abertura de 61,5 mil vagas para a 2ª edição do FiesEBC

As regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste serão priorizadas nesta segunda edição. A intenção do governo é melhorar a qualidade dos cursos nessas regiões, reduzir as desigualdades em relação às regiões Sul e Sudeste e focar os cursos nas prioridades dos brasileiros.

O governo também revelou que haverá um desconto nos preços dos cursos pela primeira vez. A regra anterior estabelecia que os cursos deveriam ser ofertados pelo preço mais barato que a instituição cobrasse. Agora, haverá 5% de redução sobre o preço mais barato. “O curso do Fies será mais barato do que se o aluno for à instituição contratar diretamente”.

O edital com as datas e detalhes sobre a inscrição deve ser divulgado no dia 3 de julho, segundo o ministro.

Você pode gostar