Por paulo.gomes
Melody Club Residences%2C em Olaria%2C é uma opção para quem procura por imóvel na Zona NorteDivulgação

Rio - A Zona Norte tem recebido projetos imobiliários mais modernos, com opções, inclusive, de condomínios-clube, atraindo valorização e ajuda na construção de um novo cenário. Prova de que a região está em alta é que, segundo a Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-RJ), no primeiro semestre, foram lançadas 2.683 unidades nos bairros, crescimento de 12% em relação ao total lançado no mesmo período do ano passado (2.391).

Em Olaria, por exemplo, o Grupo Avanço Aliados oferece o Melody Club Residences, com 36 unidades de dois e três quartos, e lazer com piscinas, churrasqueira com forno de pizza e chopeira, sauna e repouso, espaços kids e cinema, entre outros itens. “A Rua Anspeçada Mello é bem residencial e pacata. Além disso, o condomínio ficará próximo à Avenida Brasil, à futura estação Transcarioca e a todo o comércio da região”, afirma Sanderson Fernandes, diretor da empresa.

No Engenho de Dentro, a Santa Cecília lançou recentemente o Stadio Residencial, com 308 unidades de dois e três quartos e preços a partir de R$ 286 mil. O empreendimento será construído em frente ao Estádio João Havelange (Engenhão).

“Estamos com 100% das unidades reservadas, o que comprova o potencial do local. O bairro tem grande demanda por condomínios mais modernos e com infraestrutura de lazer”, destaca Marcio Iorio, diretor da construtora. Já a Sá Cavalcante leva para Vila Isabel o Jardins da Vila, com apartamentos com jardim privativo.

O Stadio Residencial%2C que terá preços a partir de R%24 286 mil%2C será erguido próximo ao EngenhãoDivulgação

E para quem pensa em comprar imóveis para investir na locação, a Zona Norte pode ser um bom negócio. Segundo Edison Parente, vice-presidente comercial da Renascença Administradora, dos 10.800 cadastros feitos pela empresa em outubro, mais da metade são de interessados em alugar imóveis nessa região da cidade.

“O cliente investidor ganha duas vezes: com a valorização do bem e com a locação do espaço”, destaca Parente.

Você pode gostar