Por paulo.gomes

São Paulo - Quase ao mesmo tempo em que se preparava para inaugurar seu primeiro resort litorâneo, mais exatamente em uma ilha particular nas Maldivas, o Grupo LVMH finalizava a compra de outra propriedade de luxo destinada a ganhar a bandeira da rede Cheval Blanc – braço hoteleiro do conglomerado que reúne marcas como Louis Vuitton, Moët & Chandon, TAG Heuer, Dom Perignon, Bulgari e Loro Piana.

>>> GALERIA: Conheça o novo hotel adquirido pelo Grupo Louis Vuitton

O escolhido é o recém-reformado hotel Isle de France, um dos melhores na paradisíaca ilha de Saint-Barthélemy (ou apenas St. Barth), no Caribe, com apenas 40 acomodações. Entre elas, duas villas de 400 m² cada, com três quartos, academia, home theater e piscina privativa com borda infinita, e uma suíte de 140 m², com dois quartos e Jacuzzi, todas construídas diretamente na praia e com serviço de mordomo.

As diárias no hotel Isle de France%2C recém-comprado pelo grupo LVMH%2C não saem por menos de 1 mil eurosDivulgação

Localizado na baía de Flamands, próxima ao centro da “capital” Gustavia, o hotel é conhecido pela qualidade de seu restaurante La Case de l’Isle, onde o chef Yann Vinsot serve pratos franceses com toque caribenho (caso do carpaccio de lagosta com tomates verdes), e pelo desfile de moda promovido ao redor da piscina todas as terças-feiras. Para o próximo verão, a direção ainda investiu em um bar de champanhe e em uma confortável cabana na areia para eventos ao pôr-do-sol ou românticos jantares privados. Por enquanto, as diárias, na baixa temporada, que vai de meados de abril a fim de novembro, não saem por menos de 1.000 euros. Mas, com sorte, é possível encontrar alguma promoção. Basta saber se as tarifas não irão aumentar com a nova administração.

Sem divulgar os valores da negociação, a expectativa é que até o começo do ano algumas pequenas modificações no spa e na academia, bem como a própria incorporação da assinatura da rede aconteçam. Em 2014, o conglomerado – que já possui empreendimentos em Courchevel e St. Tropez – deverá reforçar ainda mais sua presença no setor de hospitalidade com a abertura de hotéis em Paris (no prédio antes ocupado pela loja de departamentos Samaritaine), em Oman e no Egito.

As informações são de Juliana Bianchi

Você pode gostar