Rio continua com o metro quadrado mais caro do país

Em 12 meses, valor subiu 15,5% na cidade

Por O Dia

Rio - A cidade do Rio continua com o metro quadrado mais caro do país. A região teve alta nos valores de 15,5% no acumulado dos últimos 12 meses. Em dezembro, segundo o indicador Fipe, subiu 1,2%. Além disso, o município possui também o maior valor médio do país, com R$ 10,250 a metragem. O bairro do Leblon mantém o metro quadrado mais caro, com R$21.622. Já a Pavuna apresenta a metragem mais baixa, com R$2.211.

No país, a alta do valor de venda dos imóveis por metro quadrado em janeiro foi a menor em mais de um ano, desde outubro de 2012. O preço médio de venda aumentou no mês 0,77% (R$ 7.318), considerando o do metro quadrado de apartamentos prontos em 16 municípios brasileiros.

Já no acumulado dos últimos 12 meses, o valor anunciado do metro quadrado subiu 13,5%. No período, a maior valorização, ocorreu na capital paranaense, Curitiba, onde a metragem subiu 36,6%, a R$ 5.083. A menor alta ocorreu em Brasília (3,9%), a R$ 8.146.

O metro quadrado da capital paulista subiu 0,7%, a menor alta mensal em toda a série histórica. Em janeiro, o preço médio em São Paulo foi de R$ 7.839. No acumulado de 12 meses, o valor na cidade subiu 13,7%.

COMPARAÇÃO MENSAL

O aumento médio nas 16 cidades monitoradas foi de 0,8% no mês passado, acima do esperado para a inflação. Os maiores aumentos ocorreram em Florianópolis (SC) de 1,6% e em Vitória (ES), de 1,4%.

Índice avalia apartamentos

O Índice Fipe de Preços de Imóveis Anunciados é calculado pela entidade e acompanha o preço médio do metro quadrado de apartamentos prontos. É feito em 16 municípios brasileiros com base em anúncios publicados na internet. O indicador possui série histórica, de abrangência nacional, desde 2008 quando passou a acompanhar preços de venda e locação no país.

A metodologia do índice Fipe considera apenas os anúncios de apartamentos e leva em conta a localização — bairro —, o número de dormitórios e a área útil.

Últimas de _legado_Imóveis