Por paulo.gomes

Rio - Depois do sofá, o rack, provavelmente, é a peça mais importante em uma sala. Com ele, aparelhos e objetos ficam bem expostos e organizados. E muitas vezes, o rack rouba a cena, já que este acessório está com versões sofisticadas. Para acertar na escolha, é necessário levar em consideração as medidas do espaço que vai receber o móvel, além das cores e revestimentos.

Rack tem atualmente diversas utilidades dentro da casaDivulgação

Há quem prefira encomendar um rack sob medida, podendo personalizar a peça, mas é importante não errar na altura. Quanto mais alto ele for, maior a chance de o espaço ficar com um visual mais pesado. Já os mais baixos tendem a deixar o ambiente mais elegante. Antes de comprar, analise os modelos de som e TV para não correr o risco de adquirir o rack e acabar descobrindo que os aparelhos não encaixam.

Você pode optar pelas cores básicas como o preto, tom utilizado no projeto de André Piva para o LZ Studio, o branco, ou quem sabe até arriscar em tons mais fortes como vermelho e amarelo. Existem ainda os modelos em madeira de demolição que podem ser encontrados na Balai. Na Velha Bahia, entre as alternativas estão o rack Contêiner de duas portas com vão e rodízios em metal, na versão amarela, e o rack em madeira com tampo de vidro. A Way Design, o Espaço 204, a Cecilia Dale e a Tok&Stok são outras dicas de lojas que oferecem modelos variados. Um detalhe que traz charme é aproveitar um cantinho para expor objetos decorativos. Não esqueça ainda de embutir os fios e garantir a harmonia.

Você pode gostar