Por paulo.gomes

São Paulo - Um dos grandes desafios na decoração do quarto de gêmeos é trazer personalidade ao ambiente. Afinal, as crianças podem até ter a mesma fisionomia, mas necessariamente não os mesmos gostos e preferências. Uma ideia para ressaltar a individualidade é apostar em elementos como as letras dos nomes, adesivos personalizados e fotografias. "Além disso, é indicado que as crianças tenham um cantinho próprio no quarto (uma escrivaninha de estudos, por exemplo) para que consigam se identificar no espaço", afirma Betina Barcellos, designer de interiores da In House.

>>> GALERIA: Conheça outros exemplos de quartos para gêmeos

O truque para garantir harmonia em quartos de gêmeos de sexos diferentes é investir em uma base neutra (branco, bege ou cinza), pontuando as demais cores em almofadas, pufes e roupa de cama. Outra saída possível é usar listras e tonalidades genéricas, como laranja e azul marinho.

O trocador é um móvel do quarto infantil que pode ser dividido entre os gêmeos. Invista na ideiaDivulgação

“Gêmeos de mesmo sexo facilitam a escolha das cores, mas quando a situação é inversa deve-se ter cuidado. O importante é lembrar que ideias diferentes precisam ser complementares para haver harmonia", afirma Marcelo Rosset, arquiteto. Uma dica é usar o mesmo tema decorativo e mudar apenas alguns elementos de acordo com o lado destinado a cada criança.

A sensação de harmonia do quarto é também garantida com o bom planejamento do ambiente. Nem todos os móveis precisam estar em dobro, mas itens como berço (ou cama), mesa de estudos e armário devem ser individuais, de preferência. Tome cuidado apenas para não atulhar o local com móveis em excesso. “As pessoas têm que pensar primeiro no layout do ambiente antes de começar a decoração. Muitas vezes os berços ficam apertados e a circulação é afetada, algo muito prejudicial”, diz Thalita Miyawaki, arquiteta da EFTM Arquitetura.

A simetria chama atenção no quarto de gêmeos%2C mas não é uma obrigatoriedadeDivulgação

Há diversas maneiras de preservar o espaço do quarto. Uma delas é investir em berços acoplados ou usar separadores de espuma que permitam aos gêmeos ficarem próximos sem se machucar. Além disso, um bom projeto de marcenaria oferece soluções para otimizar o espaço – bicamas, beliches, armários embutidos na escada e escrivaninhas instaladas em cantos são algumas das saídas. Mas quem tiver pouco espaço para tantos móveis deve se lembrar de que itens como trocadores, cômodas e banheiras podem ser compartilhados pelos irmãos sem qualquer problema.

As informações são de Bruna Bessi

Você pode gostar