Varanda se torna a 'queridinha' dos cariocas

Diferente dos gaúchos e paulistas, moradores do Rio não abrem mão do espaço

Por O Dia

Rio - Em São Paulo, são as vagas de garagem; em Porto Alegre, não pode faltar a churrasqueira; e no Rio, a preferência são as varandas. Estas são as principais características levadas em consideração antes da compra do imóvel, segundo especialistas. Alexandre Fonseca, diretor-executivo de Negócios da Carvalho Hosken, explica que as varandas se incorporaram às moradias brasileiras, sejam em casas ou apartamentos.

Ilha Pura%2C na Barra da Tijuca%2C é um exemplo de projeto com varanda no Rio. Espaço é um dos pontos prediletos dos cariocas nos imóveisDivulgação

“No Rio e em Vitória que são cidades mais quentes, as varandas tendem a ser mais abertas e arejadas. A Barra da Tijuca mesmo sendo muito mais ventilada que as demais áreas da cidade, devido ao seu urbanismo mais moderno, as varandas generosas se tornaram uma marca. Em Porto Alegre, por exemplo, não pode faltar churrasqueira na varanda. Em capitais mais frias como São Paulo e Curitiba, as varandas são mais fechadas e são usadas como solarium no inverno”, aponta Fonseca.

Usadas para eventos

No Rio, Alanladi Miranda, diretor operacional da Brasil Brokers Ética, complementa que as varandas são cada vez mais utilizadas para eventos, não apenas pela questão da segurança, como pelo fato de que está mais caro comer fora. “A pessoa não precisa se preocupar com a lei seca, com a violência, pois está em casa, num espaço aconchegante e cada vez mais valorizado”, diz Miranda.

Alexandre Fonseca ressalta que a varanda pode agregar valor ao imóvel, pois cria ambiente nas moradias com características diferentes das demais, por ser aberta e permitir estar ao ar livre. Fábio Pacheco, diretor da Lopes Rio, lembra que, para o comprador carioca, a varanda é tão crucial quanto a vaga de garagem e a suíte. “Praticamente não existem mais empreendimentos lançados sem estes itens. Além disso, área de lazer com piscina e estrutura de segurança no condomínio são necessidades indispensáveis dos compradores”, completa.

Opções mais equipadas

Na Estrada dos Bandeirantes, o Seasons, da Dominus, é uma das opções de condomínios com varandas. O Today, da Gafisa na Freguesia, terá ‘varanda lounge’, espaço que poderá ser equipado com o kit lounge (grill, bancada de granito com cuba inox, previsão de adega/frigobar, ponto de TV, sonorização ambiente e tomada USB).

Já em Campo Grande, a Caetano Belloni oferece o Bravo! Residencial, com 56 unidades, todas com varanda gourmet. A Fernandes Araujo investe no espaço em três empreendimentos: no Rivieras D’Florença, na Freguesia, no Adryana Varandas Residences, em Campo Grande, e no Composé Residence Club, no Recreio dos Bandeirantes.

Zona Norte ganha destaque

Com os olhares voltados para a Zona Norte, as construtoras do Rio não dispensam as varandas em seus futuros lançamentos. Um exemplo é o Vidamérica, da Living, que será construído em frente ao Shopping Nova América. Lá, serão 534 unidades, de dois e três quartos com suíte. O projeto prevê todas elas com varanda.

Em Olaria, a ‘varanda top’ é o destaque do Seleto Residencial, do Grupo Avanço Aliados. O espaço contará também com cooktop de duas bocas, preparação para TV e para adega ou frigobar.

O condomínio do subúrbio da Leopoldina, com 66 unidades, terá lazer com mais de 15 itens, fechadura biométrica (abertura por meio das impressões digitais), e mais seis lojas.

Últimas de _legado_Imóveis