Especialistas dizem que é hora de obter vantagens na compra do imóvel

Consumidor pode conseguir vantagens como parcelamentos e descontos

Por O Dia

Rio - O cenário político-econômico faz com que a compra da casa própria divida opiniões. Há quem prefira esperar uma retomada do fôlego da economia, outros consideram que o momento é de aproveitar para ditar as regras. Ou seja, o cliente está com o poder de negociação, ao coontrário do que acontecia em outros anos quando o que valia era a tabela de preços. Segundo João Paulo Matos, presidente da Ademi-RJ (Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário) e da Calçada, a negociação é pessoal, pois o cliente define como pode pagar.

Entre os exemplos, o comprador pode negociar o parcelamento da entrada, ter uma condição diferenciada no pagamento à vista, ou ter mais vantagens na hora de financiar. "Agora, comprador e empresa sentam para discutir o que é viável e fazer o negócio se concretizar", diz Matos.

Diretor-superintendente da Aqui Soluções Imobiliárias, Luiz Henrique Rimes, ressalta que, nos últimos dez anos, nunca houve uma situação tão favorável para o comprador. "O interessado deve pesquisar as ofertas para encontrar a melhor opção, sera nas condições de pagamento ou por meio de descontos oferecidos pelas construtoras", orienta. Ele ressalta que a médio prazo este cenário pode mudar. Por isso, o momento é oportuno para a aquisição do imóvel tanto para moradia quanto para investimento.

A MDL, por exemplo, concede abatimentos de até 30% em apartamentos prontos e em construção e salas comerciais, até o fim de junho. Uma das ofertas é o Fusion, residencial de um quarto com serviços em Itaguaí. A PDG prorrogou até hoje os descontos de até R$ 450 mil em unidades em bairros como Centro, Barra da Tijuca e Jacarepaguá, além das cidades de Campos e Niterói.

A Rossi também oferece, entre os dias 20 e 22, preços mais baixos, parcelas mensais fixas durante a obra, entrada de 50% e restante em 36 vezes, sem juros, direto com a empresa, e tabela exclusiva para investidor. Já campanha da Gafisa vai até o dia 31, com parcelas fixas e sem correção, durante a obra.

Últimas de _legado_Imóveis