Por paulo.gomes

Rio - Quem está procurando um imóvel usado para comprar financiado e tem renda mensal acima de R$ 5.400 vai ter que ter pelo menos a metade do valor do bem de recursos próprios. Isso porque a Caixa Econômica Federal, depois de dois aumentos recentes nas taxas de juros, também mexeu no percentual a ser financiado.

Para quem tem renda familiar até R%24 5.400%2C a Caixa não alterou os juros e nem o percentual%2C que pode chegar a 80% do valor do bemDivulgação

Antes a instituição emprestava até 80%, mas com a mudança o percentual cai para 50% para imóveis até R$ 750 mil financiados pelo SFH (Sistema Financeiro de Habitação). Já para unidades acima desse valor, o percentual é ainda menor: apenas 40%, ou seja, o comprador terá que ter 60% do preço do imóvel. Neste caso, os contratos serão assinados pelo SFI (Sistema Financeiro Imobiliário).

Para especialistas, o sonho da casa própria para classe média vai se tornar distante novamente, cenário de pelo menos 10 anos atrás e, para alcançá-lo, será preciso poupar. Vale lembrar que a Caixa considera imóvel usado aquele com mais de 180 dias de habite-se. Os bancos privados, que também oferecem crédito imobiliário, ainda não anunciaram mudanças, mas para o mercado, o anúncio deverá ser em breve. “A medida poderá retrair ainda mais o setor”, diz Bruno Teodoro, da Estrutura Consultoria, correspondente imobiliário.

Segundo especialistas da RealtON, focada na comercialização de unidades em estoque, é um bom momento para comprar desde que se tenha condições reais e que seja possível escolher o imóvel mais correto para a necessidade de cada um. Para a empresa, a tendência é que haja um equilíbrio entre oferta e procura e os preços devem subir.

Para quem tem renda familiar até R$ 5.400 e pretende comprar um imóvel usado, a Caixa não alterou os juros e nem o percentual, que pode chegar a 80% do valor do bem. O prazo de pagamento é de até 35 anos.

Você pode gostar