Unidades de quarto e sala estão em alta no Rio de Janeiro

Apartamentos atraem solteiros, recém-casados, idosos e investidores

Por O Dia

No Recreio dos Bandeirantes%2C o Option oferece 100 unidades de quarto e salaDivulgação

Rio - Antes esquecidos pelas construtoras, os imóveis de quarto e sala voltaram à cena nos novos projetos imobiliários. Isto porque as empresas identificaram uma alta demanda de solteiros, recém-casados, divorciados, idosos e até de investidores. A razão para a valorização, segundo Lucas Vargas, vice-presidente executivo do portal Viva Real é que os lançamentos oferecem facilidades para os moradores, como lavanderia coletiva e até mesmo uma pessoa para cuidar da limpeza no apartamento.

“Os jovens e pessoas recém-casadas são um grande público dos imóveis de um quarto. O custo geralmente é mais vantajoso, por isso é o perfil de apartamento preferido para aluguel junto com imóveis de dois dormitórios. Já a demanda por compras é menor em relação a outros dormitórios, mas sempre estável”, explica Vargas.

De acordo com pesquisa do portal, a demanda pela locação destas unidades cresceu 27% no segundo trimestre, em comparação com o mesmo período do ano passado. Já para venda, a alta foi de 9%. Quem procura unidades de quarto e sala para comprar, de olho na locação, especialistas afirmam que a tipologia traz liquidez.

Segundo Edison Parente, vice-presidente comercial da Renascença Administradora de Imóveis, a dica para o investidor é comprar duas unidades de um quarto em vez de uma de dois quartos.

“A pessoa poderá ganhar mais tendo dois imóveis de 50 metros quadrados do que um de 100 metros quadrados. Sem contar que o risco se dilui com dois imóveis alugados em vez de um”, explica Parente.

A Brookfield, por exemplo, está construindo no Centro Metropolitano, na Barra da Tijuca, o Soho Residence, com apartamentos de um, dois e três quartos, além de área de lazer com mais de 40 itens. No Recreio dos Bandeirantes, a tipologia pode ser encontrada em 100 unidades do Option Full Services Residences, da Mozak. No mesmo bairro, a João Fortes Engenharia oferece o Mares de Goa e o West Vintage.

Projetos multiuso em Jacarepaguá

Reunir unidades residenciais, comerciais e serviços é uma tendência em Jacarepaguá. Os projetos, conhecidos como mixed-use ou multiuso, também contam com unidades de quarto e sala.

O Gap, da Leduca, terá 98 unidades de um quarto, além de blocos com salas comerciais. Já o Genesis contará com 167 de um quarto, salas, lojas e serviços pay-per-use (pague somente se usar). Na Taquara, as construtoras Martinelli e MR2 investem na segunda fase do Connect Life–Work–Trade.

O empreendimento terá, no total, 390 unidades, das quais 127 são de um quarto, além de salas comerciais e oito lojas, mais de 25 itens de lazer e serviços pay-per-use.

“É a opção para quem deseja morar e trabalhar no mesmo local. O profissional autônomo, por exemplo, poderá morar e, ao mesmo tempo, alugar uma de nossas salas tipo ‘home office’ para trabalhar ou receber um cliente”, comenta Marco Tulio Cabral, diretor da MR2.

Últimas de _legado_Imóveis