Por tamyres.matos

Rio - O Papa Francisco chegou sorridente à Base Aérea do Galeão, cumprimentou a todos e seguiu em um carro com os vidros abertos em direção à Catedral Metropolitana, no Centro do Rio, na tarde desta segunda-feira. Os seguranças cercaram o carro para que os fiéis mais afobados não entrassem no veículo. Algumas pessoas conseguiram tocar o pontífice.

Papa Francisco segue sorridente ao lado da presidenta Dilma RousseffAndré Mourão / Agência O Dia

O carro que leva o Papa para a Catedral Metropolitana chega a ficar preso no engarrafamento do início do horário de rush no Centro da cidade. Com isso, uma multidão cerca o veículo para tentar um contato com o Papa.

Pelo menos cinco crianças foram beijadas pelo Papa Franciso. A primeira foi quando ele ainda estava na região da Leopoldina, em um veículo fechado. Depois, no papamóvel, quatro crianças foram levadas até o Pontífice por voluntários que ajudam no isolamento no trajeto.

O forte policiamento no Centro da cidade e as várias informações de que manifestantes se organizam para atrapalhar a programação do papa no Brasil provocam apreensão entre os participantes da Jornada Mundial da Juventude.

Os cerca de 40 peregrinos que estão esperando o Papa no Palácio da Guanabara estão muito ansiosos para a chegada do líder religioso. Renata Cortopassi, de 18 anos, de Brasília, que participa pela segunda vez de uma Jornada Mundial da Juventude (esteve em Madri), afirmou que só acreditou que o pontífice estava mesmo chegando quando viu a bandeira do Vaticano.

Uma multidão de cariocas e peregrinos esperava ansiosamente a passagem do PapaAndré Mourão / Agência O Dia

“A Jornada mostra que ainda há católicos fervorosos no mundo. Nem a Copa do Mundo atrai 2 milhões de pessoas, e o papa atrai”, disse.

O avião do Papa Francisco pousou, às 15h43 desta segunda-feira, na Base Aérea do Galeão, na Ilha do Governador. Bandeiras do Vaticano e do Brasil são exibidas na cabine do avião. No local, foi colocado um tapete vermelho para recepcionar o pontífice.

O governador Sérgio Cabral chegou acompanhado de sua esposa, Adriana Ancelmo, e do vice-governador, Luiz Fernando Pezão, e sua cônjuge, Maria Lucia Pezão, no helicóptero do Governo do Estado. A presidenta Dilma Rousseff chegou ao aeroporto cerca de meia hora antes do líder religioso.

O pontífice foi recebido por um grupo de sete militares da Aeronáutica (duas mulheres e cinco homens), além de representantes de um comitê do Vaticano, que já estavam no Rio. As autoridades recepcionaram o líder religioso logo na saída da aeronave. Na Estrada do Galeão, há cerca de 500 peregrinos para receber o Papa. O Papa percorreu o tapete vermelho ao lado da Dilma e cumprimentou as autoridades.

Cerca de 150 jovens entre 8 e 20 anos, de três paróquias do Rio, entoaram o hino oficial da Jornada Mundial da Juventude. Religiosos das paróquias da Ressurreição, em Copacabana, Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, e Nossa Senhora de Fátima, na Taquara, cantaram músicas para o pontífice. Após se aproximar do grupo dos jovens, o Papa entrou no quarto carro - um Fiat Idea prata - de uma comitiva de segurança e saiu pela lateral do aeroporto com batedores da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Com informações da repórter Nina Ramos, do iG

Você pode gostar