Por cadu.bruno

Rio - Manifestantes convocam protesto nesta segunda-feira no Palácio Guanabara, sede do governo que vai receber o Papa Francisco e autoridades nesta segunda-feira. Na página do grupo Anonymous Rio no Facebook, mais de 8 mil pessoas já confirmaram presença no ato, que, segundo os organizadores, não é contra a presença do pontífice nem contra a Igreja Católica.

Manifestantes prometem realizar protesto nesta segunda-feira no Palácio GuanabaraReprodução Internet

A manifestação questiona gastos públicos com a recepção ao pontífice e pede a saída do governador Sérgio Cabral. A solenidade vai contar com a presença da presidente Dilma Rousseff e do prefeito Eduardo Paes. Os manifestantes se concentrarão a partir das 18h no Largo do Machado.

Papa vai desfilar pelo Centro

O Papa chegará ao Rio, às 16h, e se dirigirá à Catedral Metropolitana. Lá, embarca no papamóvel, aberto, em trajeto de 1 quilômetro até o Theatro Municipal. O percurso segue pelas seguintes avenidas ou ruas: República do Chile, Rio Branco, Araújo Porto Alegre, Graça Aranha, Nilo Peçanha, novamente Rio Branco (até o teatro).

Do Municipal, o Papa embarca em carro fechado até o 3º Comando Aéreo Regional, de onde segue de helicóptero para o Palácio Guanabara, sede do governo estadual, onde será recebido por autoridades. Além da presidenta Dilma Rousseff, do vice-presidente Michel Temer, do governador Sérgio Cabral, estarão na solenidade mais oito governadores e 650 convidados.

Para facilitar o deslocamento do Papa, o trânsito será interrompido em ruas do Centro a partir das 15h desta segunda-feira. O estacionamento de veículos já se encontra vedado no percurso do papamóvel.

Neste domingo, o prefeito Eduardo Paes fez um apelo para que a população não vá de carro ao trabalho e use o transporte público para se locomover, em uma tentativa de minimizar congestionamentos.

Você pode gostar