Por cadu.bruno

Rio - O ex-jogador de basquete Oscar Schmidt, de 55 anos, que luta contra um câncer no cérebro, se emocionou durante visita do Papa ao Palácio da Cidade, na Zona Sul, na manhã desta quinta-feira. O pontífice cumprimentou autoridades, atletas e personagens do esporte. Ao encontrar Francisco, o ex-jogador se ajoelhou. Ele então recebeu uma oração do pontífice.

Oscar se ajoelha diante do PapaReprodução TV

Antes do encontro com o Santo Padre, Oscar já destacava a alegria em participar do evento. "Foi um prazer ser convidado, sou católico. O Brasil precisava dessa benção. Espero que essa passagem do Papa possa nos ajudar e que o Brasil possa entrar com pé direto nas Olimpíadas de 2016", afirmou.

Papa recebe a chave da cidade das mãos de estudante

O Papa Francisco recebeu a chave da cidade das mãos do estudante Guilherme de Lima Sales em cerimônia rápida na manhã desta quinta-feira, no Palácio da Cidade, sede da prefeitura do Rio, em Botafogo, na Zona Sul. O pontífice ainda abençoou as bandeiras olímpicas e paralímpicas. O jovem Guilherme sofre de uma doença degenerativa na coluna e é cadeirante.

Papa recebe a chave da cidadeReprodução TV

O pontífice cumprimentou personalidades do esporte brasileiro, além de políticos e do prefeito Eduardo Paes e do governador Sérgio Cabral. Não estava previsto um discurso no local, mas um microfone foi instalado para o Papa. Aproveitando a oportunidade, Francisco abençoou o local e pediu novamente para ser alvo de orações. "Rezem por mim", disse. Ele deixou o Palácio ao som de "Viva o Papa!"

Também participaram do encontro o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, o coordenador técnico da seleção brasileira de futebol, Carlos Alberto Parreira, a líbero da seleção brasileira de vôlei Fabi e o ex-jogador Zico.

"Uma visita do Papa é sempre benéfica por abençoar ainda mais a Seleção. Fiquei impressionado com carisma do Papa e já me sinto uma pessoa próxima dele", disse Parreira antes da cerimônia.

Você pode gostar