Aids cresce 26% entre idosos de São Paulo

Incidência de novos casos em jovens caiu 35%

Por O Dia

A notificação de novos casos de aids cresceu na última década entre os idosos do estado de São Paulo. Um levantamento feito pela Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo divulgado nesta segunda-feira mostrou que a incidência de aids entre a população idosa de São Paulo cresceu 26% nos últimos dez anos. Entre os jovens, no entanto, a notificação de novos casos de aids caiu 35% no mesmo período.

Segundo o levantamento, 253 novos casos de aids em pessoas acima de 60 anos foram registrados em 2001. Dez anos depois (em 2011), o número chegou a 318 casos. Em pessoas com idade entre 15 e 39 anos foram registrados 6.669 novos casos de aids em 2001, contra 4.338 em 2011.

Para a médica Carmen Silvia Bruniera Domingues, do Centro de Referência e Treinamento (CRT) DST/Aids, mudanças comportamentais podem ajudar a explicar o crescimento da doença entre os idosos, tal como o aumento das atividades sexuais em faixas etárias mais elevadas. Segundo ela, os idosos heterossexuais são as pessoas da terceira idade mais expostas ao vírus.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência