Por helio.almeida
Brad Pitt classificou a decisão de Angelina Jolie de 'heroica': 'É um dia feliz para a nossa família'Reprodução Internet

O ator Brad Pitt, casado com Angelina Jolie, falou da decisão da mulher, afimando que viu uma atidude corajosa da mulher. A atriz declarou ao jornal "The New York Times" que fez cirurgia para retirar os seios, devido a possibilidade de câncer.

"Tudo que quero é que ela tenha uma vida longa e saudável, comigo e com nossos filhos. Este é um dia feliz para a nossa família", disse Pitt. "A decisão, como outras, é absolutamente heroica", completou o ator ao tabloide britânico "Evening Standard".

Artistas aplaudem decisão de Jolie nos EUA
Publicidade
A decisão da atriz Angelina Jolie de se submeter a uma mastectomia dupla diante do alto risco que tinha de desenvolver um câncer foi recebida nesta terça-feira com admiração pela classe artística nos Estados Unidos.
"Que corajosa!", disse a cantora Sheryl Crow, sobrevivente de um câncer de mama, que elogiou através do Twitter a "coragem" e a "consideração" de Jolie por "compartilhar sua história sobre a mastectomia". Sheryl recomendou às mulheres que leiam o texto que Jolie escreveu no "New York Times" para divulgar sua decisão, especialmente as que pertencem a uma família com histórico de câncer de mama.
Publicidade
Angelina Jolie relatou em carta aberta publicada nesta terça que entre fevereiro e abril deste ano se submeteu a vários procedimentos para retirar as mamas para prevenir que um câncer se desenvolvesse, decisão apoiada por seu parceiro, o ator Brad Pitt. Os médicos haviam previsto que a artista tinha 87% de chances de desenvolver um tumor mamário no futuro e 50% de sofrer câncer de ovários, doença que matou sua mãe em 2007, quando tinha 56 anos.
Durante o tempo que as intervenções duraram, Jolie conseguiu manter o assunto restrito mas, uma vez superado o trauma, decidiu compartilhar sua experiência. "Queria escrever isso para explicar a outras mulheres que a decisão de se submeter a uma mastectomia não foi fácil. Mas agora estou muito satisfeita de ter feito isso. Minhas possibilidades de desenvolver um câncer de mama se reduziram de 87% a menos de 5%. Agora posso dizer a meus filhos que não precisam temer me perder por um câncer de mama", acrescentou.
Publicidade
A apresentadora de televisão americana Giuliana Rancic, que também se submeteu a uma dupla mastectomia, disse hoje se sentir "orgulhosa" de Jolie por usar sua "incrível plataforma", em referência a sua fama, para "educar as mulheres". Alyssa Milano definiu como "valente" sua colega de profissão, Kristen Bell de "admirável" sua carta aberta no "New York Times" e Elizabeth Banks aplaudiu a "classe" de Jolie pela forma como tornou pública uma decisão que "pode salvar vidas".
"Um momento de respeitoso silêncio pela doçura de Angelina Jolie e pela coragem de todas as mulheres que precisam enfrentar essa escolha", comentou a atriz e roteirista Nia Vardalos pelo Twitter.
Publicidade


Publicidade

Você pode gostar