Por bianca.lobianco
Rússia - O Serviço de Segurança da Rússia (FSB, ex-KGB) afirmou ter detido nesta terça-feira um diplomata americano que, segundo o governo russo, tentava recrutar um agente russo para a CIA, a inteligência americana.

Ryan Fogle, o terceiro secretário da Embaixada dos EUA em Moscou, carregava equipamento técnico especial, disfarces, instruções por escrito, e uma grande soma de dinheiro quando foi brevemente detido durante a madrugada, segundo o FSB.

Homem identificado como Ryan Fogle foi interceptado ao tentar recrutar um agente russo para a CIAEfe

Apesar do fim da Guerra Fria (1945-1991), a Rússia e os EUA continuam a manter operações de espionagem ativas um contra o outro. No ano passado, vários russos foram condenados em casos separados por trabalharem como espiões para os EUA e foram sentenciados a longas sentenças de prisão.

Detenção deve agravar relação entre os países
Publicidade
A detenção de Fogle, no entanto, é uma das primeiras de um diplomata americano acusado de espionagem em cerca de uma década e deve agravar as já tensas relações entre os dois países.
A televisão estatal russa mostrou fotos de um homem dizendo ser Fogle, usando um boné de beisebol e uma peruca loira, com o rosto no chão. O homem, sem a peruca, também aparece sentado em uma mesa no escritório do FSB. Duas perucas e pacotes com notas de 500 euros estavam entre os itens dispostos à mesa.
Publicidade
A Embaixada americana não fez nenhum comentário. O embaixador Michael McFaul, que estava participando de uma sabatina via Twitter quando a detenção foi anunciada, disse que não comentaria o caso. Também não houve qualquer declaração do Departamento de Estado americano.