Por bianca.lobianco
Vários grupos da sociedade civil do Quênia colocaram diante do Parlamento do país nesta terça-feira uma dezena de porcos durante um protesto contra reivindicações de aumento salarial dos deputados.
Os manifestantes, que levavam cartazes contra a avareza dos parlamentares quenianos, percorreram as ruas do centro de Nairóbi até deter-se diante da entrada do Parlamento, momento no qual uma caminhonete apareceu no local e descarregou uma manada de porcos.
Publicidade
"Estamos aqui por causa das reivindicações dos deputados.É lamentável que a primeira coisa na qual pensaram quando chegaram ao Parlamento (após as recentes eleições do dia 4 de março) tenha sido um aumento de salário", afirmou o líder do protesto, o conhecido ativista Boniface Mwangi, em declarações recolhidas pela imprensa local.
"Essa atitude é uma demonstração de impunidade, porque já têm suficiente. De fato, seu salário deveria ser reduzido", acrescentou Mwangi. A polícia tentou dispersar o protesto com canhões de água, primeiro, e gás lacrimogêneo, depois, mas os manifestantes permaneceram diante do Parlamento até que os agentes começaram a partir pra cima da multidão. Vários ativistas foram golpeados e detidos pela polícia, que encontrou dificuldades também para controlar os porcos.
Publicidade
Os parlamentares e senadores do Quênia reivindicam um aumento de seu salário base mensal dos 532 mil xelins quenianos atuais (US$ 6,3 mil) para 850 mil xelins (US$ 10,1 mil). O salário mínimo mensal do Quênia ronda atualmente os 7 mil xelins (US$ 83).