Por bianca.lobianco
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quinta-feira que a situação na Síria é um problema da comunidade internacional em seu conjunto e insistiu que seu país não agirá sozinho para pôr fim ao conflito.
"Continuaremos tentando mobilizar a comunidade internacional em seu conjunto" para que o líder sírio Bashar al Assad se dê conta de que "já não tem legitimidade e tem que ir embora", afirmou Obama em entrevista coletiva conjunta na Casa Branca com o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan.
Publicidade
"Isto não será algo que os Estados Unidos farão sozinhos", afirmou Obama, que disse estar convencido de que os parceiros americanos na região também não acreditam que o unilateralismo seja uma boa opção neste caso.