Cápsula espacial aterrissa na Rússia com animais a bordo

Bichos foram submetidos a estudos biomédicos espaciais

Por O Dia

A cápsula espacial russa Bion-M com animais aterrissou neste domingo na região de Orenburgo (sul da Rússia) após passar um mês no espaço, informam agências russas. Na missão, que durou 30 dias, foram submetidos a mais de 70 estudos biomédicos espaciais oito lemingues mongóis, 45 ratos, 15 tritões, 20 caracóis, assim como cultivos microbiológicos de tecido e várias plantas.

Ratos%2C caracóis e plantas foram os 'viajantes'Reprodução Internet

"O aparelho espacial aterrissou. Foi achado por equipes de busca que (...) se encarregarão de vigiá-lo", disse uma fonte do setor aeroespacial à agência "Interfax".

Vários helicópteros e veículos de resgate se deslocaram para o local da aterrissagem onde instalarão um laboratório móvel a fim de preparar os "turistas espaciais" para sua transferência a Moscou.

"Esperamos que (os animais) estejam no Instituto (de Problemas Médico-Biológicos, IPMB) às 17h (hora GMT) onde começará a primeira etapa de sua pesquisa médica", disse Yevgueni Ilyin, diretor do Instituto.

vários cientistas de diferentes países como EUA, França, Cazaquistão, Alemanha e Ucrânia já esperam a chegada dos animais do Bion-M para estudar seu estado de saúde no IPMB após a viagem espacial.

"Alguns animais serão levados a centros científicos estrangeiros", disse Ilyin, que acrescentou que a "análise profunda" do "material biológico" durará muito tempo.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência