Por juliana.stefanelli
Publicado 04/06/2013 17:46 | Atualizado 04/06/2013 17:47

Hong Kong (China) - Um homem de 66 anos que foi a um hospital de Hong Kong aflito com um inchaço no abdômen recebeu uma impactante notícia: ao passar por um check-up, o diagnóstico apontou que se tratava de um cisto no ovário, já que, biologicamente, ele é uma mulher.

Segundo publicou nesta terça-feira o jornal local "South China Morning Post" ("SCMP"), a confusão se deve a uma condição muito rara que é a combinação de dois distúrbios genéticos: a síndrome de Turner e a hiperplasia congênita adrenal (CAH).

A síndrome de Turner leva mulheres a terem algumas deficiências, entre elas, perdem a capacidade de engravidar, e, embora os portadores costumem ter aspecto feminino, nesse caso específico o portador do distúrbio também sofria de CAH, que provoca um aumento dos hormônios masculinos e gera uma aparência masculina. Com barba, um pequeno pênis, mas sem testículos, o paciente, um chinês órfão nascido no Vietnã, havia considerado durante toda a vida ser um homem, relata a revista médica "Hong Kong Medical Journal". "É um caso muito interessante e muito raro de duas síndromes combinadas.

Hospital em que idoso descobriu ser biologicamente uma mulherReprodução Internet

É provável que não surja outro semelhante em um futuro próximo",conta à publicação o professor em Pediatria Ellis Hon Kam-lun. Depois de descobrir sua condição no hospital Queen Elizabeth da ilha, o paciente, que prefere manter anonimato, decidiu continuar sua vida como homem e começar um tratamento de hormônios masculinos.

Apenas outros seis casos como esse foram registrados na história médica mundial, mas os diagnósticos foram fornecidos antes. A síndrome de Turner tem uma prevalência estimada de uma em cada 2.500 ou 3 mil mulheres, e implica ter só um cromossomo "x", em vez dois, que é o normal. Seu diagnóstico costuma ser possível inclusive em testes pré-natais, mas a combinação dessa síndrome com o CAH levou o paciente a desconhecer seu gênero biológico até uma idade inédita na literatura médica.

Você pode gostar