Por tamyres.matos
Estados Unidos - Um dos mais famosos caçadores de tempestades dos EUA está entre os 18 mortos durante a passagem de cinco tornados na região do estado de Oklahoma, no fim de semana. O trabalho de Tim Samaras, meteorologista de 55 anos, era ir atrás de furacões e tornados, instalando sondas, câmeras e outros instrumentos, para coletar dados sobre os fenômenos, prever suas rotas e obter imagens impressionantes.
Tim foi pego pelo tornado na cidade de El Reno, junto com o filho Paul, 24, e o assistente Carl Young, 45, que também morreram. As ferragens do veículo utilizado pela equipe ficaram espalhadas por área de 800 metros quadrados.
Relâmpagos são fotografados por caçadores de tempestades nos Estados Unidos%3A profissionais já foram tema até de um filme no cinema Gene Blevins / Reuters

“Ele morreu fazendo o que amava, e colocou sua vida em risco para salvar os outros”, disse o irmão, Jim Samaras. Tony Laubach, fotojornalista que caçava tornados com Tim, disse que seu parceiro era muito cauteloso. “Muitas caçadas têm sido descuidadas, mas Tim era ágil e habilidoso”, contou.

Publicidade
O cientista ficou conhecido por desenvolver uma supercâmera que permitiu observar pela primeira vez o interior de tornados. Tim dizia que sua paixão por tornados começou com o filme ‘O Mágico de Oz’, no qual a personagem principal é levada para outro mundo por um destes fenômenos. “Eu fui cativado para o resto da vida”, disse ao Weather Channel em 2009. Tim e equipe participaram do programa de TV ‘Storm Chaser’, exibido pelo Discovery Channel entre 2007 e 2012.
“Estar perto de um tornado é um desses momentos incríveis e fugazes em que você às vezes precisa de alguns segundos para absorver”, disse Tim à ‘National Geographic’, dia 21, após outra série de tornados atingir a região.

O trabalho dos caçadores de tempestades foi tema de ‘Twister’, sucesso nos cinemas em 1996. No filme, estrelado por Helen Hunt, dois grupos de cientistas disputam a chance de entrar para a história se aproximando de um tornado para instalar sensores.

Tim Samaras desenvolveu uma supercâmera%2C capaz de captar imagens do interior de tornados e furacões Gene Blevins / Reuters

Autoridades buscam desaparecidos

Publicidade
Entre as pessoas mortas nos estados afetados pelos tornados na sexta-feira — Oklahoma e o vizinho Missouri — havia, além dos três caçadores de tempestades, seis crianças. Uma delas era um bebê, que foi encontrado dentro de um carro, numa estrada em Oklahoma, junto com a mãe, também morta.
Nesta segunda, as autoridades ainda buscavam por possíveis vítimas desaparecidas, e moradores tentavam recomeçar a vida. Inúmeras pessoas ficaram feridas em acidentes de carro.
Os tornados que atingiram a região de Oklahoma City tinham ventos de até 145 km/h, com fortes chuvas de granizo que causaram enchentes.
Publicidade
Os novos ventos arrasaram a região 11 dias após um tornado gigante, de 300 km/h, tirar do mapa a cidade de Moore. Na ocasião, 24 pessoas morreram e 377 ficaram feridas.