Por juliana.stefanelli

Sicília (Itália) - Um grupo de 163 pessoas que estavam a bordo de uma balsa de madeira de dez metros de comprimento no litoral da Sicília foi resgatado na sexta-feira à noite pela Guarda Litorônea, a Guarda de Finanças e a Marinha Militar italiana, informou neste sábado a Guarda Litorânea.

A Capitania dos Portos de Roma recebeu o pedido de ajuda dos náufragos, que o retransmitiu para a Sicília. Após ter localizado a embarcação, os imigrantes foram transferidos é embarcação Cigala Fulgosi da Marinha Militar italiana, para uma patrulha da Guarda Litorônea e para um meio naval da Guarda de Finanças para serem transportados ao porto de Siracusa.

Entre os imigrantes havia 22 mulheres e 12 crianças. Os imigrantes, a maioria africanos, mas também asiáticos, pretendiam chegar à Europa através da Itália em busca de um futuro melhor. Muitas vezes eles o fazem em embarcações frágeis e também presos a uma gaiola para a pesca de atum, um tipo de viagem perigosa que matou sete pessoas há poucos dias.

Você pode gostar