Foguete explode durante lançamento no Cazaquistão e espalha fumaça tóxica

Especialistas disseram que um dos motores do foguete parou de funcionar, provocando o acidente que não deixou vítimas

Por O Dia

Cazaquistão - O foguete russo Proton-M, que transportava três satélites para o sistema de navegação Glonass, explodiu nesta terça-feira apenas 16 segundos após seu lançamento do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. A explosão, que causou uma nuvem tóxica, foi filmada porque o lançamento do foguete era transmitido pela Agência Espacial da Rússia (Roskosmos). Oficialmente, especialistas disseram que um dos motores do foguete parou de funcionar, provocando o acidente.

Foguete explode após lançamentoReprodução Internet

Restos do foguete caíram a 2,5 quilômetros (km) do local de lançamento. Pelas informações preliminares, não há vítimas nem estragos. O foguete transportava 600 toneladas de heptilo, de amilo e de querosene, segundo Talgat Mussabaiev, um dos especialistas da Kazkosmos. Para peritos, a nuvem tóxica pode causar danos à saúde de moradores da região.

Os moradores das áreas em volta do cosmódromo foram instruídos a manter as casas fechadas. A direção do Centro Khrunitchev, que projeta os foguetes Proton, minimizou os riscos de contaminação. "Chovia no momento da explosão. Isso reduziu consideravelmente a área de poluição. A nuvem está praticamente dispersa", disse o diretor do centro, Alexandre Seliverstov.

Por intermédio de assessores, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, foi informado do acidente. Ele disse que aguardaria mais informações para se manifestar. Nos últimos anos, a Rússia registrou uma série de fracassos nos lançamentos dos seus satélites e de veículos de carga para a Estação Espacial Internacional.


Últimas de _legado_Mundo e Ciência