Plácido Domingo é hospitalizado em Madri com embolia pulmonar

Tenor não poderá cantar a ópera 'Il Postino', na qual dá voz ao poeta chileno Pablo Neruda

Por O Dia

Madri - O tenor Plácido Domingo, de 72 anos, está internado desde ontem em um hospital de Madri para ser tratado de uma embolia pulmonar, derivada de uma trombose venosa, segundo informou nesta terça-feira o Teatro Real.

Plácido Domingo foi internado com embolia pulmonarEfe


Apesar da internação hospitalar, o tenor madrilenho "está sendo tratado com sucesso" da doença. No entanto, ele não poderá cantar a ópera "Il Postino" ("O carteiro e o poeta"), de Daniel Catán, no coliseu da Praça do Oriente. O tenor dá voz ao poeta chileno Pablo Neruda.

Um comunicado dos representantes do tenor, citado pelo Teatro Real, retificou que "se espera" que Domingo "tenha uma recuperação total", apesar de "por ordens de seu médico, se verá obrigado a permanecer sob supervisão e descanso obrigado durante 3 a 4 semanas". "A volta exata a seus compromissos artísticos fica sujeita à rapidez com a qual puder se recuperar e readquirir sua força e sua energia características", se afirma no comunicado citado pelo Real.

Plácido Domingo, que na quinta-feira daria uma entrevista coletiva para informar de seu retorno ao Teatro Real com a ópera, que cantou já antes em outros coliseus operísticos do mundo, iria participar de cinco representações, a primeira delas na quarta-feira, dia 17.

A doença pela qual Domingo foi hospitalizado o impedirá também de dirigir à Orquestra da Comunidade Valenciana no próximo domingo, dia 21, na Praça Maior de Madri, em um concerto popular e gratuito, por ocasião dos Verões da Vila, no qual seriam interpretadas obras de Verdi e de Wagner.

Fontes próximas ao Teatro Real informaram à Agência Efe que o cantor chegou a Madri na sexta-feira passada e que esteve no teatro no sábado. "Ontem - acrescentaram as fontes - ninguém estranhou que não fosse aos ensaios, já que é uma obra e uma montagem que conhece de cor".

Domingo será substituído no papel de Pablo Neruda pela tenor valenciano Vicente Ombuena, que já viveu o personagem no Teatro Belas Artes do México e no Municipal de Santiago do Chile, onde se alternou com Plácido Domingo.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência